Hipospadia perineal em um cão: relato de caso

AUTOR(ES)
FONTE

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-06

RESUMO

A hipospadia é uma anomalia congênita da genitália externa, na qual a uretra peniana termina ventral e caudalmente à sua abertura normal. Pode ser classificada, com base na localização da abertura uretral, como glandular, peniana, escrotal, perineal e anal. O objetivo deste trabalho é relatar um caso raro de hipospadia perineal, em que são abordados seus aspectos clínicos e terapêuticos, em um cão macho, sem raça definida, com seis meses de idade. Um canino com histórico de suspeita de hermafroditismo e presença de um orifício, logo abaixo do ânus, pelo qual urinava foi atendido no Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Durante o exame físico, foi observado o meato uretral localizado ventralmente ao ânus, além de alterações no prepúcio, pênis e escroto. Foram realizados exames de triagem, tais como: hemograma completo, urinálise, ecografia abdominal e uretrocistografia. O cão foi encaminhado para a cirurgia, quando foi submetido à amputação peniana e prepucial total e também à orquiectomia. O canino recebeu antibioticoterapia, analgésicos, anti-inflamatório e limpezas diárias dos pontos e da região perineal e apresentou excelente recuperação pós-operatória. Após 30 dias da cirurgia, o paciente retornou ao hospital, e foi verificada completa cicatrização da ferida cirúrgica, sem sinais de infecção urinária e inflamação ou assaduras na região perineal. A hipospadia perineal é um caso raro de anomalia uretral congênita, ainda pouco documentada em medicina veterinária. O procedimento cirúrgico realizado demonstrou ser importante, uma vez que removeu toda a genitália externa defeituosa, onde, futuramente, poderiam desenvolver-se infecções e/ou inflamações. Com isso, minimizou as complicações dessa doença e melhorou a qualidade de vida do paciente.Hypospadias is a congenital anomaly of the external genitalia, where the penile urethra finishes its normal opening ventrally and caudally. It can be classified based on the location of the urethral opening as glandular, penile, scrotal, perineal and anal. The aim of this work was report an uncommon case of perineal hypospadias, working on the clinical and therapeutic aspects in a six-month-old male dog of undefined race. A dog with a history of suspected hermaphroditism and presenting a hole below the anus by which it urinated, was rescued at the Veterinary Teaching Hospital of the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). During the physical exam, it was observed that the urethral meatus was situated ventrally to the anus. Foreskin, penis and scrotum alterations were also seen on the dog. Screening exams such as complete blood count, urinalysis, abdominal ultrasound and cystourethrography were done. The dog went straight to surgery, where it had total penile and total preputial amputation and also orchiectomy. The canine showed excellent postoperative recovery, receiving antibiotic therapy, analgesics, anti-inflammatories and daily cleaning on stitches and the perineal region. Thirty days after surgery the patient went back to the Hospital presenting a complete healing of the surgical wound, without reporting signs of urinary infection and inflammation or rashes on the perineal region. The perineal hypospadias is a rare case of urethral congenital anomaly, still not well documented by veterinary medicine. The surgical procedure done demonstrated to be important, since there was the removal of all of the defective external genitalia where, in the future, inflammation and infection could develop, decreasing the complications of this disease and improving this patient's quality of life.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados