Extração e exportação de nutrientes pelo feijoeiro adubado com nitrogênio, em diferentes tempos de implantação do sistema plantio direto

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bras. Ciênc. Solo

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/09/2013

RESUMO

O cultivo do feijoeiro em sistema plantio direto (SPD) tem aumentado de forma marcante no país. Neste contexto, para adubações mais racionais, é fundamental conhecer as exigências nutricionais da cultura quando cultivada em SPD recém-implantado ou consolidado, já que o tempo de implantação do sistema pode alterar a disponibilidade de nutrientes e a resposta das culturas à adubação nitrogenada. Objetivou-se avaliar a extração e exportação de nutrientes pelo feijoeiro em razão da adubação nitrogenada, em solo sob SPD recém-implantado ou consolidado. O experimento foi conduzido por dois anos agrícolas, em um Nitossolo Vermelho distrófico, no município de Botucatu, SP. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. As parcelas foram formadas por áreas sob SPD com diferentes tempos de adoção, e as subparcelas constituídas por quatro formas de aplicação do nitrogênio (N) na cultura do feijão (T0: controle, sem aplicação de N; T1: 60 kg ha-1 na pré-semeadura; T2: 60 kg ha-1 aplicado em cobertura no estádio V4; e T3: 60 kg ha-1 na pré-semeadura + 60 kg ha-1 em cobertura). Foram avaliados: matéria seca da parte aérea, concentração e acúmulo de nutrientes na parte aérea, produtividade de grãos e concentrações e exportação de nutrientes nos grãos. O tempo que a área permaneceu sob SPD não influenciou a produtividade, a nutrição e nem mesmo a resposta da cultura do feijão à adubação nitrogenada. A aplicação de N, especialmente em pré-semeadura, proporcionou maiores acúmulos de matéria seca e nutrientes pela cultura do feijão. As concentrações de nutrientes nos grãos foram pouco influenciadas pela adubação nitrogenada. As maiores produtividades de grãos e exportações de nutrientes foram proporcionadas pela aplicação de N em duas épocas (pré-semeadura e em cobertura) ou apenas em cobertura.Common bean grown in no-tillage (NT) systems has increased markedly in Brazil. Thus, to optimize the fertilizer recommendations, it is important to know the nutritional requirements of this crop when grown under new and established NT systems, which can change the nutrient availability and crop response to nitrogen (N) fertilization. The objective was to evaluate the extraction and exportation of nutrients by common bean as function of N fertilization on soil under new and established NT systems. The experiment was carried out in two agricultural years, on a Red Nitosol (Alfisol) in Botucatu, São Paulo State, Brazil. A randomized complete block design was used in a split-plot scheme with four replications. The plots consisted of areas under NT systems after different periods of adoption and the subplots of four forms of N application to common bean (T0: control, without nitrogen; T1: 60 kg ha-1 before sowing; T2: 60 kg ha-1 sidedressed at V4 stage; and T3: 60 kg ha-1 before sowing + 60 kg ha-1 sidedressed). The following properties were evaluated: shoot dry matter, nutrient concentration and accumulation in the shoot, grain yield, and nutrient concentration and exportation in the grains. The NT age did not affect common bean yield, nutrition and response to N management. Nitrogen application, especially before sowing, led to higher dry matter and nutrient accumulation by common bean. The nutrient concentration in grains was little influenced by N fertilization. Grain yield and nutrient exportation were highest after double N application (before sowing and sidedressed) or only sidedressed at V4.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados