Exercício aeróbico regular restaura os níveis de catecolaminas em glândulas supra-renais de ratos com hiperfenilalaninemia

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2011

RESUMO

Fenilcetonúria é caracterizada pela deficiência da enzima fenilalanina hidroxilase, causando acúmulo de fenilalanina, o que acaba por provocar distúrbios no sistema nervoso central. Diagnóstico precoce e subordinação à dieta hipoprotéica evita as alterações decorrentes. Porém, não aderir estritamente a essa dieta leva à diminuição da concentração de tirosina, o aminoácido precursor de catecolaminas, em relação aos demais aminoácidos. Esses hormônios atuam sobre a regulação de inúmeras funções do metabolismo energético, como também do apetite e exercem influência sobre diversos tecidos. O exercício aeróbico aumenta a ativação simpática no sistema nervoso central, o qual estimula a secreção destes hormônios pelas glândulas supra-renais. Como a população fenilcetonúrica que não adere à dieta apresenta níveis diminuídos desses hormônios, o objetivo deste estudo foi avaliar se o exercício aeróbico é capaz de normalizar as concentrações de catecolaminas nas glândulas supra-renais de ratos jovens com hiperfenilalaninemia. Os animais foram divididos em dois grupos: Sedentário (Sed) e Exercício (Exe), os quais foram subdivididos em Salina (Sal) e Hiperfenilalaninemia (HPA). A hiperfenilalaninemia foi induzida através da administração de -metilfenilalanina e fenilalanina nos Grupos HPA (n=10) durante 17 dias, enquanto os grupos SAL (n=10) receberam solução salina. Grupos Exe realizaram 14 sessões de exercício aeróbico com duração de 20 minutos. Os níveis de catecolaminas do grupo SedHPA foram menores que os do grupo SedSAL, condizente com a condição de hiperfenilalaninemia. O exercício aeróbico aumentou significativamente a concentração de catecolaminas supra-renais do grupo ExeHPA em relação ao SedHPA, efeito que não foi observado entre os grupos SedSAL e ExeSAL. Os resultados podem indicar um importante papel do exercício aeróbico para restaurar a concentração de catecolaminas nas glândulas supra-renais na condição de hiperfenilalaninemia.

ASSUNTO(S)

exercício aeróbico phenylketonuria hyperphenylalaninemia catecolaminas endurance exercise catecholamines




Comentários