Estudo do comportamento de materiais não convencionais utilizados como revestimento de paredes, visando à redução da carga térmica.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

10/02/2012

RESUMO

A presente dissertação estudou o compartamento térmico, físico e mecânico das argamassas de revestimentos compostas por gesso puro, gesso/EVA (ethylene-vinyl acetate copolymer) e gesso/vermiculita aplicadas nas superficies das paredes de edificação visando à redução da carga térmica relativamente às paredes convencionais constituídas de tijolos de cerâmica e argamassas de cimento-areia, tomadas como referência. O objetivo foi obter um material capaz de reduzir a carga térmica e, por conseguinte, o consumo da energia elétrica utilizada no sistema de ar condicionado para o conforto térmico das pessoas e a proteção dos equipamentos de uma subestação elétrica da CHESF localizada em Milagres, na região semi-arida do nordeste brasileiro. As argamassas foram desenvolvidas no Laboratório de Ensaio de Materiais e Estruturas LABEME/UFPB, onde foram submetidas a testes da avaliação de suas propriedades fisicas e mecânicas. O resultado mostrou que as argamassas desenvolvidas têm propriedades físicas e mecânicas que satisfazem às normas brasileiras, sendo adequedas ao uso de revestimento de paredes internos e externos. Além disso, sua aplicação implica a redução de material não degradável lançado na natureza, como o residuo de EVA. A condutividade térmica de cada argamassa foi obtida no Laboratório de Meios Porosos e Propriedades Termofisicas LMPT-UFSC, através do método fluxometrico. As argamassas de gesso, gesso/EVA e gesso/Vermiculita apresentaram as condutividades térmicas de 0,43 W/mK, 0,41 W/mK e 0,22 W/mK, respectivamente, comportando-se portando, como isolamentes térmicos. Os resultados mostraram que utilizando o revestimento da argamassa de gesso e de gesso/EVA tem-se uma redução de 18% de carga térmica do ambiente em relação à parede de referencia. E utilizando o revestimento da argamassa de gesso/vermiculita essa redução chega a 36% .

ASSUNTO(S)

condutividade térmica materiais não convecionais argamassa de gesso conforto térmico e carga térmica engenharia de producao plaster mortar materials not convecionais thermal conductivity thermal comfort and thermal load

Documentos Relacionados