Estudo do comportamento cinetico do sistema oxi-redutor Cr(VI)/HCIO4 por espectrofotometria de absorção visivel

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

1995

RESUMO

Com a finalidade de contribuir para com um maior entendimento dos processos que se seguem quando da utilização de soluções ácidas de Cr(VI), foram feitos estudos sobre a estabilidade de tais soluções frente a diversos fatores físicoquímicos como: concentração de ácido (HCIO4 de 2,0 a 4,0 mol L), concentração de Cr(VI) (K2Cr2O7 de 0,10 x 10 a 2,0 x 10 mol L), temperatura (30 a 80°C) e concentração de Cr(lII) (Cr(NO3)3.9H2O 0,20 x 10, 0,080 X 10 e 0,040 x 10 mol L). Tais estudos foram executados baseando-se nas alterações espectrais (espectros de Cr(VI) com análises efetuadas no comprimento de onda l = 440 nm) apresentadas no decorrer de um intervalo de tempo específico (7200 s). As curvas de redução do Cr(VI) mostram claramente uma dependência da velocidade de redução em função dos parâmetros estudados, sendo a velocidade de redução diretamente proporcional ao aumento da concentração de ácido e ao aumento da temperatura, e inversamente proporcional ao aumento da concentração inicial de Cr(VI). Foi observada a diminuição da velocidade de redução em função do aumento de Cr(lII) presente inicialmente na solução. As curvas foram ajustadas a uma equação de decaimento exponencial que ofereceu três constantes parametrais, as quais foram interpretadas e associadas a três processos distintos. Para cada conjunto de constantes cinéticas aparente, kn, foram então calculados os parâmetros DH‡, DS‡ e DG‡ meio das equações k = RT/Nh exp(DS‡/R) exp(-DH‡/RT) (equação de Eyring) e DG‡ = DH‡ - TDS‡. Valores de DCp‡ (DCp‡ = dDH‡ /dT ) também foram calculados. Diante de tais indícios, foram elaboradas algumas propostas que descrevem possíveis processos envolvidos na redução do Cr(VI) em soluções fortemente ácidas.

ASSUNTO(S)

redução (quimica) cromo reação de oxidação-redução




Comentários