Estudo da viabilidade técnica do uso da gipsita, cloreto de sódio e resíduo de gesso na mineralização de caprinos (Capra hircus) em crescimento da raça Anglo Nubiana.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

2012

RESUMO

Objetivou-se com esta pesquisa avaliar a viabilidade técnica do uso da Gipsita, cloreto de sódio e resíduo de gesso como fonte mineral para cabritos em crescimento, e ainda estudar os aspectos clínico-nutricionais do seu uso. Os resultados obtidos demonstram a viabilidade técnico-econômica das matérias-primas utilizadas como suplemento mineral para caprinos em crescimento da raça Anglo Nubiana. Esta pesquisa auxilia na geração de dados científicos que possibilitam futuras pesquisas envolvendo a gipsita, cloreto de sódio e resíduo de gesso como fonte de minerais na suplementação de ração animal aproveitando a gipsita local e o resíduo de gesso para outros fins que não só o da construção civil. Foram utilizados 18 cabritos da raça Anglo Nubiana, com idade de 60 dias, separados em seis grupos experimentais, de acordo com a mineralização a ser recebida: Resíduo de gesso (G1); Gipsita (G2); Cloreto de sódio (G3); Resíduo de gesso associado ao Cloreto de Sódio (G4); Gipsita associada ao Cloreto de Sódio (G5); Grupo controle que não recebeu mineralização (G6). Os animais receberam este tratamento por 120 dias e foram reavaliados periodicamente através de exames clínicos, radiográficos e laboratoriais, incluindo exames hematológicos, coproparasitológicos e séricos para análise bioquímica de cálcio, fósforo, magnésio, uréia, creatinina e exames bromatológicos nas dietas. Na análise dos dados foram utilizadas técnicas de estatística descritiva: distribuições absolutas, percentuais, das medidas estatísticas: média e desvio padrão e coeficiente de correlação de Spearman e técnicas de estatística inferencial através dos testes estatísticos de Kruskal-Wallis e para a hipótese de correlação nula. Os testes estatísticos foram realizados com margem de erro de 5,0%. Diante das diversas observações realizadas durante o estudo somando-se a interpretação dos resultados da analise estatística, concluiu-se que, no rebanho estudado alguns fatores como grau de parasitose alto e ausência de mineralização nas dietas podem diminuir o ganho de peso vivo em cabritos em crescimento; as médias do peso em cada grupo aumentaram com o tempo de avaliação; as médias do peso do G6 foram correspondentemente menores dos demais grupos mineralizados; observou-se maior ganho de peso no G4 e bom rendimento na mineralização óssea do G2. Todas as metas alcançadas através dos resultados desta pesquisa estão diretamente envolvidas com a cadeia produtiva da caprinocultura em várias etapas, por estar a mineralização envolvida estreitamente com inúmeros aspectos do desenvolvimento produtivo dos ruminantes.

ASSUNTO(S)

caprinos razão ca:p razão ca:mg suplementação mineral gesso gipsita medicina veterinaria goat ratio ca:p ratio ca: mg mineral supplementation plaster gypsum

Documentos Relacionados