Estimativa da produtividade da cana-de-açúcar para as principais regiões produtoras de Minas Gerais usando-se o método ZAE I

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/05/2012

RESUMO

RESUMO Objetivou-se, com este trabalho, parametrizar, calibrar e testar o método da Zona Agroecológica (ZAE) para as principais regiões produtoras de cana-de-açúcar do Estado de Minas Gerais. Foram utilizados dados meteorológicos do Instituto Nacional de Meteorologia e da Agência Nacional de Águas e dados de produtividade do Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar. O método ZAE apresentou bom ajuste, com R2 = 0,89; RMSE = 8,4 t ha-1; MAE = 6,7 t ha-1; MBE = 5,9 t ha-1 e índice de Wilmont (d) = 0,95. Na validação realizada mediante a utilização de uma série temporal de dados de produtividade do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística das safras de 1989/90 a 2007/08, referente à região do Triângulo Mineiro, constatou-se um erro sistemático com tendência de superestimativa da produtividade de aproximadamente 37 t ha-1. Corrigindo-se a tendência de superestimativa o método ZAE apresentou ajuste satisfatório (R2 = 0,55; RMSE = 4,9 t ha-1; MAE = 4,0 t ha-1; MBE = 0,0 t ha-1; índice d = 0,80). Assim, este modelo se apresentou como importante ferramenta para estimar a produtividade da cana-de-açúcar em macroescala no Estado, podendo auxiliar no planejamento da expansão otimizada da atividade na região.

ASSUNTO(S)

balanço hídrico clima modelo agrometeorológico zona agroecológica

Documentos Relacionados