Espaço escolar e discriminação: significados de gênero e raça entre crianças

AUTOR(ES)
FONTE

Educ. rev.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Este estudo tem por foco as interseções entre as expressões da discriminação racial, as concepções de masculinidade e feminilidade e o pertencimento de sexo entre crianças. Resulta de uma das vertentes da pesquisa de campo desenvolvida em 2001-2004 em uma escola pública com diferentes segmentos sociais, situada na cidade de São Paulo. Busca saber como meninos e meninas construíam suas relações no cotidiano escolar e como estabeleciam estratégias de sobrevivência em uma sociedade desigual. Caracteriza-se como pesquisa etnográfica e tem por referência os estudos de gênero e a sociologia da infância. Com crianças dos anos iniciais, foram observados recreios, salas de aula, e entrevistaram-se 26 meninas e 29 meninos. Entre discriminações de todas as ordens, observa-se forte racismo/sexismo em interações com pouca interferência dos adultos e que cabe às meninas negras tatear caminhos frente à estética dominante de cor da pele, textura dos cabelos, beleza e peso.This study focuses on the intersections between expressions of race/ethnicity prejudice and conceptions of masculinity, femininity, and gender among children. It is the result of previous field researches performed in 2001-2004 in a public school located in São Paulo, with the participation of subjects from different social segments. It tries to understand how boys and girls experienced and perceived their relationships in daily school and how they determined strategies of survival in a society that it is structured on inequalities. This study is an ethnographic research and refers to the studies of gender intercrossed with the fields of sociology and infancy. The research observed the breaks between classes, the life in the classrooms and it was carried out an interview with twenty-six girls and twenty-nine boys from elementary school. As well as prejudiced acts of all kinds, strong sexism/racism can be noticed in interactions that suffer little interference from adults. In addition, we observed that black girls are responsible for finding themselves the paths to face the dominant esthetics regarding skin color, hair texture, beauty and weight

ASSUNTO(S)

human sciences

Documentos Relacionados