Elements of social representation theory incollaborative tagging systems

AUTOR(ES)
FONTE

Transinformação

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/03/2014

RESUMO

O artigo discute um recorte na temática de representação da informação explorando a Teoria das Representações Sociais e a abordagem da análise de domínio da Ciência da Informação. Teve como objetivo geral identificar mecanismos e dimensões constituintes da representação social em grupos de participantes de sistemas de colaborativos de marcação (ou sistemas de marcação social). Definiu-se o conhecimento científico como objeto/fenômeno de representação em tais sistemas; delimitou-se a tag/marcação como unidade de registro e de significado; e se considerou os usuários, o conjunto total de tags, e os itens marcados como unidade de contexto. A pesquisa empírica envolveu técnicas de estatística descritiva aplicada à corpora de tags disponíveis em datasets do CiteULike - um sistema de marcação social orientado para a comunidade científico-acadêmica. A análise dos dados em uma amostra de grupos derivada dos datasets permitiu verificar que o reúso das tags do próprio usuário se assemelha ao mecanismo da ancoragem; o reúso de tags por outros participantes do grupo revela indícios do mecanismo de objetivação. Especulou-se sobre as condições que afetam o esforço cognitivo na marcação de itens e em relação aos estilos de compartilhamento entre os elementos dos grupos. Estudos sobre sistemas de marcação dependem de um "ganho em escala" tanto de usuários como de itens marcados exigindo técnicas e procedimentos reelaborados entre a Ciência da Informação, a Estatística, a Teoria de Redes, a Linguística (e a Sociolinguística) e a Psicologia Social.This article discusses the information representation process based on the Moscovici's Social Representation Theory and domain analysis in Information Science. The aim was to identify mechanisms and constituent dimensions of social representation in collaborative tagging systems/social bookmarking systems. Scientific knowledge was defined as the object/phenomenon of representation in these systems; and the tag as the shareable structure of meaning that connects participants and resources. The empirical research involved descriptive statistical techniques applied to a corpora of tags available in CiteULike, which is a social tagging system developed for the academic community. The data analysis, performed in a sample of groups derived from the dataset, showed that the users' reuse of their own tags resembles the anchorage mechanism. The reuse of tags by other participants - in the same group - reveals some evidence of the objectification mechanism. Some speculation arose about the cognitive effort made by the individual, under group influence, with regard to the tagging activity, user's choice of resources, and sharing styles. Further studies on social bookmarking systems depend both on a "gain scale" of users and items tagged, requiring techniques and procedures redesigned by Information Science, Statistics, Network Analysis, Linguistics/Sociolinguistics and Social Psychology.

ASSUNTO(S)

applied social sciences

Documentos Relacionados