Doenças infecciosas em crianças pré-escolares brasileiras assistidas em creches

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. saúde coletiva

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/01/2014

RESUMO

O objetivo deste artigo é analisar as prevalências e os fatores associados ao desenvolvimento de doenças infecto-contagiosas que acometem crianças em creches: infecções respiratórias, doença diarreica e infecções por parasitas. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Medline, Lilacs e SciELO, sendo incluídos estudos observacionais. Foram identificados 129 estudos, dos quais 21 foram considerados relevantes para o presente trabalho: 19 transversais e dois longitudinais. A sistematização dos estudos revisados destaca: i) a presença de enteroparasitoses foi o principal desfecho analisado, seguido das infecções respiratórias; ii) um único estudo investigou a ocorrência de doença diarreica; iii) a Giardia lamblia foi a parasitose mais prevalente; iv) as variáveis que mais vezes mostraram-se associadas ao desenvolvimento de enteroparasitoses foram a idade da criança, a renda familiar e a escolaridade materna; v) o atendimento em creche foi um fator de risco de enteroparasitoses e de infecções respiratórias. As infecções respiratórias e parasitárias constituem problemáticas importantes nas crianças institucionalizadas em creches cuja redução perpassa uma complexa rede de fatores socioeconômicos, do saneamento básico e da infraestrutura das creches.The scope of this article is to analyze the prevalence and factors associated with the development of infectious diseases that affect children in daycare centers, namely respiratory infections, diarrheal disease and parasitic infections. Bibliographic research was conducted in the MEDLINE, LILACS and SciELO databases, and observational studies were included. 129 studies were identified, of which 21 were considered relevant to this study, namely two longitudinal and 19 cross-sectional studies. The systematization of the reviewed studies highlighted: i) the presence of intestinal parasites was the main outcome analyzed, followed by respiratory infections; ii) only one study investigated the occurrence of diarrheal disease; iii) the Giardia lamblia was the most prevalent parasitosis; iv) the variables that were most often associated with the development of intestinal parasitosis were child age, family income and maternal education; v) the attendance at daycare centers was a risk factor for intestinal parasites and respiratory infections. Respiratory and parasitic infections are major problems in institutionalized children in daycare centers. The reduction of such diseases involves a complex web of socio-economic, sanitation and daycare center infrastructure aspects.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados