Dispositivo para oxigenação e remoção de dioxido de carbono do sangue, em circuitos de circulação extracorporea

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

1996

RESUMO

O presente trabalho refere-se ao projeto, construção e avaliação de um dispositivo capaz de oxigenar e remover o dióxido de carbono do sangue durante circulação extracorpórea em operações cardíacas ou em procedimentos de suporte pulmonar. O funcionamento do dispositivo baseia-se na exposição de finas camadas de sangue a uma região com alta concentração de oxigênio. Nele, o sangue que passa por um reservatório cilíndrico, disposto horizontalmente, é exposto ao oxigênio através da rotação de discos imersos no sangue e fixos a um eixo central. A avaliação foi realizada através de testes "in vitro" e "in vivo" onde foram analisados parâmetros como: transferência gasosa, hemólise, gradiente de pressão, redução do número de plaquetas, volume interno e eficiência dos sistemas de controle de gases desenvolvidos. Através do estudo dos parâmetros construtivos e operacionais foi possível obter um dispositivo em condições seguras de utilização com fluxos de sangue de até 1,5 L/min. O oxigenador desenvolvido agrega as principais vantagens dos oxigenadores de bolhas e de membrana, sendo estes os dois tipos de oxigenadores atualmente mais utilizados nos centros cirúrgicos do mundo. Estas vantagens estão relacionadas com a eficiência, recursos operacionais, segurança quanto a vazamentos, custo e lesão aos constituintes sangüíneos

ASSUNTO(S)

engenharia biomedica orgãos artificiais biomedical engineering artificial organs oxigenadores oxygenators




Comentários