Da razão de estado ao republicanismo mitigado: uma narrativa Faoriana sobre a produção da Política Externa Brasileira

AUTOR(ES)
FONTE

Dados

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-06

RESUMO

Neste artigo, repassamos a evolução do sistema de produção da política externa brasileira desde o século XIX até os dias atuais, apontando-lhe os traços permanentes, em oposição aos conjunturais. As noções de "republicanismo aristocrático" e "estamento burocrático" fornecem substrato conceitual à fabricação de uma narrativa que, em diversos sentidos, diverge das grandes teses que estruturam o campo de estudos da Política Externa Brasileira na atualidade. O argumento central é que o estamento diplomático brasileiro se encontra, hoje, fortemente pressionado, tanto por forças democratizantes quanto pela complexificação das relações internacionais modernas, o que poderá erodir, por dentro e por fora, a antes indisputada primazia da elite brasileira na definição do que seja o interesse nacional.In this article we approach the evolution of a "foreign policy system" in Brazil, since the 19th century until current day, pointing out its permanent elements (as opposed to conjunctures). The notions of "aristocratic republicanism" and "bureaucratic estate" provide theoretical ground to the fabrication of a narrative that, in several ways, diverges from the ones which have structured the field of Brazilian Foreign Policy studies. Our main argument is that the Brazilian diplomatic stratum finds itself under pressure today, due to political democratization and also because modern international relations are growing more and more complex, what can mitigate the primacy the Brazilian national elite has always enjoyed in defining what should be understood as the national interest.

ASSUNTO(S)

human sciences

Documentos Relacionados