Documento


Cultivo de pimentão em ambiente protegido utilizando diferentes manejos de fertirrigação / Greenhouse Sweet Pepper production using different fertirrigation management

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/08/2012

RESUMO

Em busca da máxima produtividade das culturas em ambiente protegido, muitos agricultores aplicam doses excessivas de adubos. Isto, na maioria das vezes, acarreta no aumento dos custos de produção, no baixo rendimento das culturas, contaminação ambiental e acúmulo de sais no solo, podendo torná-lo impróprio para o cultivo. Neste sentido, são realizados estudos para desenvolver um manejo da fertirrigação que propicie maior eficiência produtiva da cultura do pimentão em ambiente protegido. Neste contexto, este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a eficiência de manejos da fertirrigação e níveis de nitrogênio e de potássio na cultura do pimentão em ambiente protegido. O delineamento utilizado foi blocos casualizados, em esquema fatorial 3 x 6, totalizando 18 tratamentos, com quatro repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de três manejos de fertirrigação (M1 - Fertirrigação a partir da marcha de absorção de nutrientes pela cultura; M2 - Fertirrigação a partir do monitoramento da concentração de íons de N e K na solução do solo; M3 - Fertirrigação a partir do monitoramento da condutividade elétrica da solução do solo), com seis níveis de nitrogênio e de potássio (0, 50, 100, 150, 200 e 300% da recomendação padrão para a cultura cultivada no sistema hidropônico). Para o manejo M1 foi adotada como dose padrão de N e K a recomendação destes nutrientes para a cultura do pimentão em condições de campo (100% de NK, sendo N = 16,1 e K = 23,5 g planta-1). Para os manejos M2 e M3, utilizou-se como dosagem padrão a recomendação de N e K para o cultivo hidropônico no sistema NFT (100% NK, sendo N = 152 e K = 245 mg L-1). Ao longo do ciclo da cultura foi realizado o monitoramento da concentração dos íons de N e K (M2) e da condutividade elétrica (M3) da solução coletada. Os resultados eram analisados e utilizados na tomada de decisão quanto ao momento de se fazer a fertirrigação e as quantidades de N e K a serem aplicadas. Os parâmetros avaliados foram produtividade e qualidade de frutos, além do consumo de nutrientes e de água. Avaliaram-se também, ao final do experimento, as características químicas do solo, bem como os principais índices de eficiência nutricional de N e K na cultura do pimentão. Os resultados demonstraram que a resposta das plantas à adubação mineral depende do manejo de fertirrigação. Os tratamentos afetaram a absorção de nutrientes no tecido vegetal, mas, na maioria dos casos, as concentrações de nutrientes estavam dentro da faixa considerada adequada para a cultura. Observouse também que o manejo da fertirrigação a partir do monitoramento da concentração dos íons de N e K, ou da condutividade elétrica da solução do solo foi mais eficiente que a fertirrigação realizada com base na marcha de absorção de nutrientes da cultura do pimentão, proporcionando em plantas mais desenvolvidas, mais produtivas e com maior eficiência no uso de fertilizantes.

ASSUNTO(S)

ambiente protegido (plantas) bell pepper concentração iônica condutividade elétrica electric conductivity fertigation fertirrigação - manejo greenhouse ionic concentration management pimentão




Comentários