Controle sanitário e ambiental de um projeto de reúso em um complexo de prédios corporativos

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

22/02/2011

RESUMO

A pesquisa da qual resultou esta dissertação desenvolveu-se na UO RNCE da PETROBRAS, em Natal, que implantou um projeto de uso racional e reúso de águas, com aproveitamento do efluente de uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) já existente no local, diluído com água de poços, para irrigação da área verde do complexo de prédios corporativo da empresa. Estabelecer uma metodologia que possa servir de orientação para futuros projetos de reúso controlado de águas semelhantes a esse foi o objetivo desta pesquisa. Foram propostos, implementados e avaliados três instrumentos de controle sanitário e ambiental: 1) adequação da estação de tratamento de esgotos e controle da qualidade do efluente tratado; 2) análise da interação nutrientes-solo na área irrigada; 3) conhecimento da hidrogeologia local, principalmente no que diz respeito à direção do fluxo do aquífero, e localização dos poços de captação da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) situados no entorno. Estes instrumentos mostraram-se suficientes e adequados para assegurar os níveis de controle sanitário e ambiental propostos e estudados, que foram: a) controle da qualidade da água na saída da ETE e na saída do reservatório de irrigação; b) controle da qualidade da água no solo sub superficialmente e avaliação da evolução da composição do solo; c) avaliação da qualidade da água no aqüífero. Para isso, foi necessário: 1) estabelecer o plano de monitoramento da ETE e da qualidade do seu efluente definindo pontos de amostragem e parâmetros de analise, melhorar o funcionamento da mesma identificando a adequação da vazão e do peneiramento como principais fatores do controle operacional, e aumentar a eficiência da estação a um custo relativamente baixo, com uso de filtros adicionais; 2) propor, implantar e adequar coletores simples para avaliar a qualidade da água percolada no solo da área irrigada; 3) determinar a direção do fluxo subterrâneo na área de estudo e selecionar os poços para monitoramento da água do aqüífero.

ASSUNTO(S)

reúso controlado de água controle sanitário e ambiental reúso em complexo de edifícios corporativos engenharia sanitaria controlled water reuse sanitary and environmental control reuse in a building complex corporate enterprise

Documentos Relacionados