Conselhos de Administração: uma análise de suas características e impacto sobre as firmas no mercado acionário brasileiro

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

04/09/2012

RESUMO

O presente trabalho teve por objetivo identificar quais os principais atributos que caracterizam conselhos de administração no Brasil, permitindo assim uma melhor compreensão das suas influências no mercado de capitais. Identificou-se que existe um alto grau de correlação entre as 31 características analisadas, sugerindo que outras pesquisas sobre o tema podem ter evidenciado relações de certas variáveis que possivelmente estavam refletindo boa parte de outras características fortemente correlacionadas. Buscou-se, pois, compreender melhor o ambiente no qual se encontram os conselhos de administração para então definir, de fato, quais são suas principais características sob a ótica da variância de um conjunto maior de variáveis. A Análise Fatorial (AF) permitiu uma análise mais aprofundada das características sobre essa vertente, expurgando as correlações específicas entre elas e construindo fatores não correlacionados. A partir desse cenário, cinco índices foram construídos para refletir os fatores extraídos da AF, permitindo que estes fossem relacionados com o valor e desempenho das firmas por intermédio de regressões múltiplas, a citar: Remuneração variável, fixa, dedicação do membro ao conselho, formação básica do conselheiro e grau de instrução stricto sensu (mestrado e doutorado). Os resultados foram divididos em três seções: i) caracterização dos conselhos de administração no Brasil, para permitir uma melhor compreensão desse ambiente empresarial no país; ii) determinação das principais características desses conselhos, ou seja, quais características que mais explicam a variância dos dados, por intermédio da Análise Fatorial e; iii) relação entre os índices construídos com o retorno, retorno anormal, Q de Tobin, ROA e ROE, no sentido de verificar se as características que sintetizam o ambiente dos conselhos são enxergadas pelos investidores como importantes no momento do investimento. Os achados indicam que a remuneração dos conselheiros é responsável por explicar cerca de 40% da variância dos dados referentes aos conselhos, sugerindo que essa característica é de grande importância no espectro da governança corporativa, especialmente no que tange os conselhos de administração das empresas. Identificou-se também que o fator remuneração fixa influencia de forma negativa e significante no retorno anormal e no Q de Tobin. A relação entre os outros fatores e as variáveis dependentes também foram testadas e os resultados sugerem que a dedicação dos membros ao conselho é significante para explicar o Q de Tobin e o nível de instrução dos membros explicam significantemente o retorno, o retorno anormal e o Q de Tobin.

ASSUNTO(S)

conselhos de administração mercado de capitais análise fatorial índices valor desempenho board of directors capital market factor analysis indexes value performance ciencias contabeis




Comentários