Concurrent fatigue and postactivation potentiation during extended interval training in long-distance runners

AUTOR(ES)
FONTE

Motriz: rev. educ. fis.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

"Fadiga concorrente e potenciação pós-ativação durante o treinamento intervalado extensivo em corredores de fundo." O objetivo do estudo é analisar a relação entre a fadiga e a potenciação pós-ativação (PPA) nos corredores de fundo durante uma sessão de treinamento típico, extensivo treinamento intervalado (ETI). Dezesseis atletas experientes executaram o ETI (4x3x400m) e se avaliou o desempenho entre as repetições e os parâmetros mecânicos associados ao salto vertical (SV) e à força de preensão manual. Os resultados mostram que o ETI não deteriora o desempenho dos atletas neste nesta prova e que inclusive há um aumento no SV (p< 0,05), devido ao fenômeno do PPA. Verificou-se uma correlação entre SV-lactado (r= 0,619, p= 0,011). Os dados obtidos sugerem que os atletas de resistência podem manter os níveis de força e a capacidade de trabalho apesar de fadiga induzida por ETI. O desempenho no SV para um ETI pode ser indicador de adaptações musculares do treino que, junto com a força de preensão manual, podem ser utilizadas como ferramentas para prescrição de treinamento.The purpose of this study is to analyze acute effect of running extended interval training(EIT) on vertical jump (VJ) and handgrip strength (HS) performance in experienced endurance athletes. In order to analyze mechanical parameters of the VJ and HS between runs, sixteen experienced male athletes performed an EIT (4x3x400m). The results show that fatigue induced by EIT does not impair handgrip strength or VJ performance. A significant improvement (p< .05) was noted for VJ due to the postactivation potentiation (PAP) phenomenon. A positive correlation (r= .619, p= .011) was found between VJ and lactate. The results suggest that experienced long-distance runners can maintain their strength levels and, consequently, work capacity, despite the induced fatigue by the field training demand. Therefore, VJ performance during EIT can be used as an indicator of muscular adaptations to training and, together, with handgrip strength, become indicators of fatigue. These indicators allow proper prescription training routines.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados