Competências transversais, técnicas ou morais: um estudo exploratório sobre as competências dos trabalhadores que as organizações em Portugal mais valorizam

AUTOR(ES)
FONTE

Cad. EBAPE.BR

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-09

RESUMO

Neste artigo, aborda-se em termos gerais a problemática das competências e habilidades dos trabalhadores: um tema confuso e controverso com diversos resultados empíricos e muitas inconsistências, mas que continua a proporcionar oportunidades de pesquisa. Por meio do binômio soft skill e hard skill, almeja-se identificar o papel que as competências morais desempenham. No estudo empírico realizado com uma amostra de conveniência de trabalhadores estudantes portugueses, buscou-se responder a seguinte pergunta: "Dos três tipos de competências (transversais, técnicas ou morais), qual é mais valorizado nas organizações em Portugal, segundo a percepção dos trabalhadores e não dos gestores?". Por isso, e com base em revisão da literatura, foram primeiramente caracterizados os traços dominantes da cultura portuguesa. Para categorizar as respostas dos entrevistados a uma questão aberta, recorreu-se à análise de conteúdo/redução fenomenológica. Os resultados obtidos, além de sua finalidade exploratória, indicam claramente a preferência pelas competências transversais e um interesse secundário e marginal nas competências morais. Essa conclusão, no entanto, demanda confirmações mais robustas por futuros estudos.In this article, we address in general terms the issue of workers' competences and skills: a confusing and controversial theme with various empirical results and many inconsistencies, but that keeps providing research opportunities. Through the binomial soft skill and hard skill, we aim to identify the role played by moral skills. In the empirical study carried out with a convenience sample of student workers, we sought to answer to the following question: "Out of the three types of skills (soft, hard, or moral), which is more appreciated in organizations in Portugal, according to the perception of workers instead of that of managers?". Thus, and based on literature review, first we characterized the dominant traits of the Portuguese culture. To categorize respondents' answers to an open question, we resorted to content analysis/phenomenological reduction. The results obtained, besides their exploratory purpose, clearly indicate the preference for soft skills and a secondary and marginal interest in moral skills. This conclusion, however, requires stronger confirmation by further studies.

ASSUNTO(S)

applied social sciences

Documentos Relacionados