Comparison of Drosophilidae (Diptera) assemblages from two highland Araucaria Forest fragments, with and without environmental conservation policies

AUTOR(ES)
FONTE

Braz. J. Biol.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-11

RESUMO

Moscas da família Drosophilidae são organismos modelo para estudos biológicos e frequentemente sugeridas como bioindicadoras da qualidade ambiental. A Mata de Araucária, uma das fitofisionomias da Mata Atlântica, apresenta-se altamente fragmentada devido a expansão da agricultura e da urbanização. Assim, este trabalho teve como objetivo avaliar e comparar as assembleias de drosofilídeos de dois fragmentos de Mata de Araucária de altitude, uma área de preservação (PMA – Parque Municipal das Araucárias) e uma propriedade particular e sem política de conservação (FBL – Fazenda Brandalise), no tempo e no espaço, utilizando abundâncias e riquezas das espécies, índices ecológicos e proporções de espécies neotropicais e espécies exóticas como parâmetros para estabelecer o nível de qualidade ambiental destes fragmentos. Nossos resultados mostraram que a diversidade observada em PMA (H′ = 2,221) foi 40% maior do que em FBL (H′ = 1,592). Isto pode ser devido a maior qualidade de conservação e diversidade de habitats encontrados em PMA, indicando a importância das unidades de conservação. Contudo, os índices de riqueza foram similares para estas áreas, com PMA (Dmg = 6,602) sendo apenas 8% maior que FBL (Dmg = 6,128), o que sugere que a maior distância do entorno da cidade e a maior área de mata de FBL poderiam estar compensando o distúrbio ambiental causado pela exploração extrativista antrópica nesta área. Isto destaca que além da qualidade de preservação, o tamanho e/ou conexão com outros fragmentos deveriam ser considerados para áreas destinadas a conservação da biodiversidade. De maneira geral, ambas áreas amostradas apresentaram assembleias de drosofilídeos semelhantes, e a abundância expressiva tanto de espécies neotropicais (a maioria pertencente ao subgrupo willistoni) quanto da espécie exótica D. kikkawai sugere que estas áreas estão em estágio intermediário de conservação.Flies from the Drosophilidae family are model organisms for biological studies and are often suggested as bioindicators of environmental quality. The Araucaria Forest, one of Atlantic Forest phyto-physiognomy, displays a highly fragmented distribution due to the expansion of agriculture and urbanization. Thus, this work aimed to evaluate and compare the drosophilid assemblages from two highland Araucaria Forest fragments, one a conservation unit (PMA – Parque Municipal das Araucárias) and the other a private property without any conservational policy (FBL – Fazenda Brandalise), in space and time, using species abundances and richness, ecological indexes and Neotropical and exotic species proportions as parameters to establish the level of environmental quality of these fragments. Our results showed that the observed diversity in PMA (H′ = 2.221) was approximately 40% higher than in FBL (H′ = 1.592). This could be due to higher preservation quality and habitat diversity in PMA, indicating the importance of conservation units. However, richness were similar for these areas, with PMA (Dmg = 6.602) only 8% higher than FBL (Dmg = 6.128), which suggest that the larger distance from city limits and the larger size of FBL forested area could be compensating the higher disturbance caused by antrophic extractive exploitation of this fragment. This points out that, besides the quality of presevertion, the size and/or connection with other fragments should be considered for areas destined for biodiversity conservation. In general, both areas presented similar drosophilid assemblages, and the expressive abundance of both Neotropical species (mostly of the subgroup willistoni) and the exotic species D. kikkawai suggests that these areas are in intermediate stages of conservation.

ASSUNTO(S)

biological sciences

Documentos Relacionados