Comparative analysis of the effects of two chest physical therapy interventions in patients with bronchiolitis during hospitalization period

AUTOR(ES)
FONTE

Einstein (São Paulo)

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

Objetivo Avaliar e comparar os efeitos de duas intervenções fisioterapêuticas em pacientes com bronquiolite aguda durante internação hospitalar. Métodos Estudo prospectivo e randomizado, com amostra de 83 atendimentos de 29 pacientes com idade entre 3 meses e 1 ano internados por bronquiolite aguda. Os pacientes foram randomizados em dois grupos: Grupo 1, submetido à drenagem postural, tapotagem e aspiração nasotraqueal; e Grupo 2, submetido à drenagem postural, aceleração do fluxo expiratório e aspiração nasotraqueal. Foram realizadas avaliações antes e 10 e 60 minutos após o término da fisioterapia. Os pacientes também foram submetidos a tratamento medicamentoso. O objetivo foi comparar duas intervenções fisioterapêuticas quanto à melhora clínica de lactentes com bronquiolite aguda por meio da saturação periférica de oxigênio e do escore Respiratory Distress Assessment Instrument. Um questionário sobre o tratamento ministrado foi aplicado ao responsável, antes da última avaliação, para mensurar a satisfação dos mesmos em relação às intervenções. Resultados Os grupos foram similares em relação ao uso de antibiótico e broncodilatador. Observamos um número maior de pacientes que utilizaram corticoide no Grupo 2. Observou-se melhora significante no escore Respiratory Distress Assessment Instrument com o tratamento fisioterapêutico, com redução do mesmo, 10 minutos após as intervenções e manutenção dos valores 60 minutos após, sem diferenças entre as técnicas empregadas. Não houve variação significativa da oximetria de pulso após o atendimento fisioterapêutico. A maioria dos itens avaliados pelo questionário teve respostas satisfatórias. Conclusão Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação aos itens avaliados (tempo necessário para o paciente atingir alta do estudo, oximetria de pulso em ar ambiente e gravidade da doença pelo escore Respiratory Distress Assessment Instrument). O questionário teve respostas favoráveis dos pais sobre efeitos da fisioterapia na maioria dos itens, tanto para a técnica aceleração do fluxo expiratório quanto para a tapotagem. Objective To evaluate and compare the effects of two chest physiotherapy interventions in patients hospitalized due to acute bronchiolitis. Methods Prospective randomized study with a sample of 83 calls for 29 patients aged between 3 months and 1 year hospitalized for acute bronchiolitis. Patients were distributed randomly into two groups: Group 1, submitted to postural drainage, tapping and tracheal aspiration; and Group 2, submitted to postural drainage, expiratory acceleration flow and tracheal aspiration. Assessments were made before and 10 and 60 minutes after the end of therapy. Patients also underwent drug treatment. The endpoint was to compare two physical therapy interventions as to clinical improvement in infants with acute bronchiolitis by means of oxygen saturation and the Respiratory Distress Assessment Instrument score. The parents/guardians was requested to answer a questionnaire about the treatment applied before the last evaluation in order to measure their satisfaction related to the interventions made. Results The groups were similar regarding the use of antibiotics and bronchodilators. A greater number of patients used corticosteroids in Group 2. A relevant improvement was observed on Respiratory Distress Assessment Instrument score with physical therapy, with reduction of the score 10 minutes after interventions, and the same score 60 minutes later, with no differences between techniques applied. There was no significant variation of pulse oximetry after chest physiotherapy. Most items assessed by the questionnaire had satisfactory answers. Conclusion No differences were observed between groups regarding the items assessed (time required to discharge from study, pulse oximetry in room air and disease severity according to the Respiratory Distress Assessment Instrument score). Parents answered positively about the effects of therapy in the majority of items in the questionnaire, both for the expiratory acceleration flow technique and for tapping.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados