Cluster analysis to identify elderly people's profiles: a healthcare strategy based on frailty characteristics

AUTOR(ES)
FONTE

Sao Paulo Med. J.

DATA DE PUBLICAÇÃO

20/05/2014

RESUMO

CONTEXTO E OBJETIVOS: O panorama social do envelhecimento da população brasileira promete transformações significativas na atenção à saúde. Por meio da estratégia de análise por conglomerados (cluster), procurou-se descrever demandas de cuidados na população de idosos, utilizando componentes da fragilidade. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal baseado em revisão de registros médicos, realizado no Ambulatório de Geriatria do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). MÉTODOS: Foram analisados 98 idosos usuários deste ambulatório por meio da análise de conglomerados, utilizando instrumentos para a avaliação do status geriátrico global e das características de fragilidade. RESULTADOS: As variáveis que mais fortemente influenciaram a formação dos conglomerados foram idade, capacidades funcional e cognitiva, presença de comorbidades e número de medicamentos utilizados, sendo o modelo com quatro agrupamentos estatisticamente mais robusto. Podem-se identificar três grupos principais de idosos, o primeiro de bom desempenho cognitivo e funcional, porém com elevada prevalência de comorbidades (idade média 77.9 anos, 28.6% com déficit cognitivo, média de 7.4 comorbidades); outro caracterizado por idade mais avançada, maior comprometimento cognitivo e maior dependência (idade média 88.5 anos, 84.6% com déficit cognitivo, média de 7.1 comorbidades); e ainda outro de menor idade, pior desempenho cognitivo e maior número de comorbidades, porém funcionalmente independentes (idade média 78.5 anos, 89.6% com déficit cognitivo, média de 4.9 comorbidades). CONCLUSÃO: Esses dados caracterizam o perfil dessa população e servem como substrato para o desenvolvimento de estratégias cujos objetivos sejam diminuir a dependência funcional, autopercepção ruim de saúde e comprometimento da qualidade de vida. CONTEXT AND OBJECTIVES: The new social panorama resulting from aging of the Brazilian population is leading to significant transformations within healthcare. Through the cluster analysis strategy, it was sought to describe the specific care demands of the elderly population, using frailty components. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional study based on reviewing medical records, conducted in the geriatric outpatient clinic, Hospital de Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). METHODS: Ninety-eight elderly users of this clinic were evaluated using cluster analysis and instruments for assessing their overall geriatric status and frailty characteristics. RESULTS: The variables that most strongly influenced the formation of clusters were age, functional capacities, cognitive capacity, presence of comorbidities and number of medications used. Three main groups of elderly people could be identified: one with good cognitive and functional performance but with high prevalence of comorbidities (mean age 77.9 years, cognitive impairment in 28.6% and mean of 7.4 comorbidities); a second with more advanced age, greater cognitive impairment and greater dependence (mean age 88.5 years old, cognitive impairment in 84.6% and mean of 7.1 comorbidities); and a third younger group with poor cognitive performance and greater number of comorbidities but functionally independent (mean age 78.5 years old, cognitive impairment in 89.6% and mean of 7.4 comorbidities). CONCLUSION: These data characterize the profile of this population and can be used as the basis for developing efficient strategies aimed at diminishing functional dependence, poor self-rated health and impaired quality of life.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados