Ciclos de comércio exterior: um estudo comparativo entre Brasil e Espírito Santo

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. econ. contemp.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/07/2013

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo documentar as principais regularidades empíricas ("fatos estilizados") relacionadas ao comércio exterior do Brasil e do estado do Espírito Santo em frequências cíclicas. Para tanto, constrói-se uma base de dados referentes a variáveis dos setores externos estadual e nacional ao longo de um período de dez anos (2002-2011), atentando para seu desempenho de curto prazo, com ênfase na volatilidade e persistência das flutuações observadas. Os resultados obtidos permitem concluir que, além das variáveis de comércio exterior serem mais voláteis que as medidas de nível de atividade, eles apresentam um padrão procíclico e defasado. Adicionalmente, constata-se que o saldo da balança comercial apresenta um padrão marcadamente contracíclico e que as flutuações das variáveis de comércio exterior são, em média, mais voláteis no caso espírito-santense do que no caso brasileiro. Por outro lado, não há evidências robustas voltadas para a possível ocorrência de uma "curva-S" relacionando saldo da balança comercial e termos de troca. Estes resultados são importantes por constituírem uma primeira tentativa de documentação de regularidades do comércio exterior estadual e nacional em horizontes de tempo correspondentes a ciclos de negócios.This work aims to document the main empirical regularities (stylized facts) over business-cycle frequencies related to Brazil and the state of Espírito Santo's international trade. In doing so, we build an extensive dataset related to exports and imports' values covering a 10-year horizon (2002-2011). Results obtained demonstrate that international trade variables are more volatile than output measures and present procyclical and lagging patterns over the business cycle. Additionally, trade balance measures display a countercyclical pattern, with state-level fluctuations being more volatile than country's fluctuations. On the other hands, there is no robust evidence related to an "S-curve" pattern, relating trade balance and the terms of trade. These results are important for providing a first set of moments related to the state and country's international trade over cyclical frequencies.

ASSUNTO(S)

applied social sciences

Documentos Relacionados