Caracterização de Organossolos em ambientes de várzea do nordeste do Brasil

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bras. Ciênc. Solo

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/01/2014

RESUMO

Os Organossolos são geralmente associados às regiões Sudeste e Sul do Brasil, e são poucos os estudos sobre a ocorrência e os efeitos do uso e manejo agrícola desses solos na região Nordeste. Os objetivos deste trabalho foram caracterizar física, química e morfologicamente seis perfis de Organossolos de várzeas dos Estados do Ceará, Rio Grande do Norte e da Paraíba e correlacionar seus atributos ao ambiente de formação, além de quantificar seus estoques de carbono e suas capacidades de armazenamento de água. Foram utilizados os métodos recomendados no Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS) para caracterizar química e fisicamente o solo, bem como a umidade e o volume residual dele. O aumento dos valores da Ds nos horizontes foi em decorrência da maior decomposição das fibras esfregadas (FE) e da redução dos teores de matéria orgânica. O volume residual apresentou correlações positiva e significativa a 5 % com o valor de resíduo mínimo (r = 0,64) e Ds (r = 0,74) e negativa com a porcentagem de FE (r = -0,75), podendo ser usado para avaliar a subsidência desses solos. As propriedades químicas foram influenciadas pelo material orgânico e pelos sedimentos fluviomarinhos. A variação da drenagem influenciada pela posição no relevo e pelo uso agrícola dos solos conduziu a classes de diferentes graus de decomposição da matéria orgânica e com isto às classes dos Organossolos Fíbrico, Hêmico e Sáprico. Um dos perfis CE1, com maior influência de sedimentos marinhos, foi classificado como Organossolo Tiomórfico com caráter solódico.The Histosols are generally associated with Southeastern and Southern regions of Brazil, and there are few studies on the occurrence and effects of the use and agricultural management of these soils in the Northeast. The aim of this paper is to physically, chemically and morphologically characterize six profiles of Histosols from flood plains in the states of Ceara, Rio Grande do Norte and Paraiba, Brazil and correlate their soil properties to the training environment, as well as quantify their carbon stores and water storage capacities. We used the methods recommended in the Brazilian System of Soil Classification (SiBCS) for chemical and physical characterization, moisture content and residual volume soil. The increase in the values of bulk density (BD) in the horizons was due to greater decomposition of rubbed fibers (RF) and decrease in soil organic matter. Residual volume was positively and significantly (5 %) correlated with the minimum residual value (r = 0.64) and BD (r = 0.74) and negatively correlated with the percentage of RF (r = -0.75), and it can be used to assess the subsidence of these soils. Chemical properties were affected by the material of organic origin and fluvial-marine sediments. Drainage variation, influenced by position in the landscape and crop use of the soils, led to classes with different degrees of decomposition of organic matter and, thus, Fibric, Hemic and Sapric classes of 'Organossolos'. One of the CE1 profiles, with greater influence from marine sediments, was classified as an 'Organossolo Tiomórfico' of a solodic nature.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences




Comentários