Burnout syndrome among undergraduate nursing students at a public university

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Latino-Am. Enfermagem

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

OBJETIVO: investigar a síndrome de Burnout e sua relação com variáveis sociodemográficas e acadêmicas, entre estudantes de graduação em enfermagem de uma universidade pública do Sul do Brasil. MÉTODO: estudo quantitativo, realizado com 168 estudantes, mediante a aplicação de uma adaptação do Maslach Burnout Inventory - Student Survey, validada para este estudo. Utilizou-se a análise descritiva e de variância para análise dos dados. RESULTADOS: constatou-se que os estudantes não apresentam a síndrome de Burnout, manifestando médias altas em exaustão emocional, baixas em descrença e altas em eficácia profissional; que estudantes mais jovens e que realizam atividades de lazer apresentam maior eficácia profissional, diferentemente de estudantes das séries iniciais e que não realizam atividades extracurriculares; conciliar trabalho e estudos influenciou negativamente apenas o fator eficácia profissional, enquanto a intenção de desistir do curso influenciou negativamente os fatores descrença e eficácia profissional. CONCLUSÃO: faz-se necessário o reconhecimento das situações que levam os estudantes à exaustão emocional, considerando a especificidade de seus ambientes de formação. OBJECTIVE: to investigate the burnout syndrome and its relationship with demographic and academic variables among undergraduate nursing students at a public university in Southern Brazil. METHOD: a quantitative study with 168 students, by applying an adaptation of the Maslach Burnout Inventory - Student Survey, validated for this study. We used descriptive and variance analysis of the data analysis. RESULTS: we found that students do not have the burnout syndrome, manifesting high average scores in Emotional Exhaustion, low in Disbelief and high in Professional Effectiveness; that younger students who perform leisure activities have greater Professional Effectiveness, unlike students in early grades with no extracurricular activities; combining work and studies negatively influenced only the Professional Effectiveness factor, while the intention of giving up influenced negatively Disbelief and Professional Effectiveness factors. CONCLUSION: the situations that lead students to Emotional Exhaustion need to be recognized, considering the specificity of their study environments.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados