Bullying: prevalência, implicações e diferenças entre os gêneros

AUTOR(ES)
FONTE

Psicologia Escolar e Educacional

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/06/2012

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo levantar a ocorrência de bullying em crianças e adolescentes escolares da cidade de Porto Alegre. Investigou os tipos mais utilizados de bullying e a frequência com que ocorrem por sexo. Participaram 465 estudantes, sendo 52,7% do sexo masculino. O instrumento utilizado foi um questionário sobre bullying. Os resultados apontaram para um número elevado de estudantes envolvidos em bullying, bem como diferenças entre meninos e meninas quanto ao fenômeno. Concluiu-se que o bullying é um fenômeno de ocorrência muito comum no cenário escolar, o que alerta para a gravidade de um fenômeno que apresenta tantos prejuízos aos envolvidos em diferentes escolas ao redor do mundo. Novos estudos são sugeridos para esclarecer algumas das questões.

ASSUNTO(S)

bullying gênero crianças em idade escolar

Documentos Relacionados