Bioterrorismo e a facilidade de acesso à biotecnologia e seus insumos

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bioét.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/07/2013

RESUMO

Os fundamentalismos surgiram no Ocidente a partir de questões religiosas e posteriormente difundiram-se para outras partes do mundo tomando outras conotações, principalmente políticas. As técnicas de manipulação genética difundiram-se pelas universidades, que formam mestres e doutores com os conhecimentos básicos sobre clonagem gênica, que se tornou de domínio público. Todos os insumos para clonagem gênica podem ser adquiridos por meio de catálogos via internet. Podem-se recrutar profissionais fanáticos e com a competência para a manipulação genética de organismos patogênicos, lado perverso da biotecnologia. Os conflitos étnicos, culturais e religiosos estão associados a um cenário de contrastes entre os países ricos e carentes de matéria-prima e aqueles pobres, mas detentores de insumos básicos e energia, e atingem a sua forma mais aguda nos fundamentalismos. Grupos de fanáticos têm pleno acesso a essa biotecnologia. Estariam assim as populações civis vulneráveis aos ataques do bioterrorismo com armas biológicas geneticamente modificadas?Fundamentalism arose in the West based in religious matters and afterward diffused to other parts of the world with other connotations, especially political. Genetic manipulation techniques spread to universities, which has given masters and doctors the basic knowledge on gene cloning, which has become public domain. All inputs for gene cloning may be obtained through online catalogs. Fanatic professionals may be recruited, with qualification for genetic manipulation of pathogenic organisms, the negative side of biotechnology. Ethnic, cultural and religious conflicts are linked to a series of contrasts between countries that are rich but with a lack of raw materials and the poor countries that possess basic input and energy sources, when it reaches the highest fundamentalist form. Fanatic groups have complete access to this biotechnology. Are civilian populations in vulnerable to bioterrorist attacks involving genetically modified biological weapons?

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados