Bariatric surgery reverses metabolic risk in patients treated in outpatient level

AUTOR(ES)
FONTE

ABCD, arq. bras. cir. dig.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Racional : Diante dos resultados insatisfatórios do tratamento convencional da obesidade na perda ponderal e na sua sustentabilidade em longo prazo, a cirurgia bariátrica vem sendo apontada como terapêutica eficaz, determinando perda ponderal sustentável em longo prazo, reversão de componentes do risco cardiometabólico e melhora da qualidade e expectativa de vida. Objetivo : Acompanhar a evolução clínica dos componentes do risco cardiometabólico em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Métodos : A amostra constituiu-se de 47 pacientes de 18 a 60 anos de idade, 72% do sexo feminino. A evolução clínica das comorbidades diabete melito, dislipidemia e hipertensão arterial, foi quantificada, procedendo-se ao cálculo de escores relativos à Avaliação das Comorbidades Relacionadas à Obesidade. Resultados : Houve redução significativa do escore médio de todas as comorbidades relacionadas à obesidade, desde a admissão até os 12 meses seguintes. Independente do momento de assistência nutricional, o contingente de pacientes que as tiveram revertidas superou aqueles apenas melhoradas. Conclusão : O estudo revelou que a Avaliação das Comorbidades Relacionadas à Obesidade é sistema efetivo para quantificar o grau de redução da gravidade do risco cardiometabólico em resposta à cirurgia bariátrica. Background : The conventional treatment of obesity presents unsatisfactory results on weight loss and its long-term sustainability, therefore bariatric surgery has been suggested as an effective therapy, determining sustainable long-term weight loss, reversal of components of cardiometabolic risk and improved quality and life expectancy. Aim : To investigate the clinical component of the cardiometabolic risk in patients undergoing bariatric surgery assisted on outpatient basis. Methods : The sample consisted of 47 patients with ages between 18 and 60 years, 72% females. Diabetes mellitus, hypertension, and dyslipidemia were prospectively evaluated by using the Assessment of Obesity-Related Co-morbidities scale. Results : Occurred improvement in these co-morbidities within 12 months after surgery. Co-morbidities resolved were greater than those improved. Conclusion : The study revealed that the Assessment of Obesity-Related Co-morbidities is a system that can be effectively used to quantify the degree of reduction of the severity of the cardiometabolic risk in response to bariatric surgery.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados