AVALIAÇÃO ULTRASSONOGRÁFICA DA RUPTURA DA CABEÇA MEDIAL DO MÚSCULO GASTROCNÊMIO

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

RESUMO

RESUMO Introdução: A "perna do tenista", lesão comum da cabeça medial do músculo gastrocnêmio na junção músculo-tendínea, em geral, é relatada em homens, durante a prática de esportes recreativos. A dor repentina é o principal sintoma, sendo acompanhada pela sensação de ruptura na panturrilha. O exame clínico seguido pelo exame de ultrassom é o procedimento diagnóstico padrão. Objetivo: Este estudo tem como principais objetivos comparar os achados clínicos e ultrassonográficos em casos de perna do tenista, avaliar a localização e o tipo da lesão na cabeça medial do gastrocnêmio e avaliar o volume do edema e a presença de trombose venosa profunda (TVP). Em segundo lugar, o processo de cicatrização foi monitorado com ultrassom para se distinguir o nível de recuperação e registrar a presença de sequelas crônicas. Métodos: Oitenta e um indivíduos com sintomas clínicos de ruptura da cabeça medial do gastrocnêmio participaram do estudo. Empregou-se uma sonda linear (7 a 12 MHz) para a avaliação ultrassonográfica (US) e Doppler para verificar a presença de TVP. Resultados: Em 78 dos 81 indivíduos examinados, foram encontradas alterações US evidentes (96,3%) e três deles não tiveram achados positivos. Em 67 pacientes, diagnosticamos ruptura da cabeça medial do músculo gastrocnêmio. A maioria deles apresentou ruptura parcial (73,13%) e os restantes tiveram ruptura total (26,87%). O edema (30,84%) foi encontrado no espaço entre a aponeurose dos músculos gastrocnêmio e sóleo. A TVP com sinais clínicos de perna do tenista foi verificada em 5 dos 81 pacientes (6,17%). Conclusão: Nossos achados indicam que o exame de ultrassom é muito importante para o diagnóstico precoce de lesões músculo-tendíneas no membro inferior. Além disso, constatou-se grande eficiência na monitoração do processo de cicatrização e na avaliação do tratamento aplicado. A ultrassonografia é um método efetivo para identificar e diferenciar as sequelas nos músculos lesionados e as complicações vasculares.

Documentos Relacionados