Avaliação do sistema integrado de controle parasitário em uma criação semi-intensiva de caprinos na região de Santa Catarina

AUTOR(ES)
FONTE

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/08/2012

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi subsidiar um programa sustentável de controle parasitário em um rebanho caprino em São Francisco do Sul, SC, aplicando o Sistema Integrado de Controle Parasitário (SICOPA). Foram utilizados 63 caprinos, distribuídos em nove grupos para teste de eficácia de anti-helmínticos, exames de contagem de ovos por grama de fezes (OPG), coprocultura, grau Famacha, micro-hematócrito, escore corporal e contagem de larvas no pasto. A redução da OPG 15 dias pós-tratamento com closantel, albendazole, nitroxinil, levamisole, ivermectina+levamisole+albendazol, moxidectina, ivermectina, abamectina e sulfóxido de albendazol foi de 89, 83, 65, 63, 57, 37, 31, 0 e 0%, respectivamente. A média de graus Famacha 1 e 2 no estudo foi de 81%, e de graus 3, 4 e 5 foi de 19%, e não se observou correlação com os valores do micro-hematócrito em razão da prevalência de Trichostrongylus sp. (92%). A contagem de larvas infectantes (L3) na pastagem apresentou valores abaixo de 1000 L3/kg/MS, predominando Trichostrongylus sp. Nenhuma das drogas testadas foi considerada eficaz, evidenciando resistência parasitária múltipla. A aplicação de ferramentas do SICOPA e a adoção de estratégias de manejo e nutrição adequados são fundamentais para estabelecer um programa sanitário sustentável.

ASSUNTO(S)

anti-helmínticos caprinos parasitose tratamento seletivo sicopa

Documentos Relacionados