Avaliação de exposições médicas em procedimentos pediátricos de radiologia intervencionista

AUTOR(ES)
FONTE

Radiologia Brasileira

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/08/2012

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar as exposições pediátricas de radiologia intervencionista em dois hospitais do Estado da Bahia, visando contribuir para a construção de um cenário estadual e nacional, possibilitando o conhecimento das exposições e da necessidade de sua otimização, visto que as peculiaridades que envolvem a radiologia e a pediatria se potencializam quando se trata de procedimentos de radiologia intervencionista, em razão das doses elevadas de radiação. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 32 procedimentos em quatro salas nos dois principais hospitais que realizam procedimentos de radiologia intervencionista pediátrica na Bahia. Foram avaliados os valores de kerma no ar incidente e o produto kerma-área no ar de 27 procedimentos cardiológicos e 5 procedimentos cerebrais. RESULTADOS: Os valores máximos de produto kerma-área e kerma obtidos para procedimentos cardiológicos foram, respectivamente, 129,9 Gy.cm² e 947,0 mGy, e para procedimentos cerebrais, 83,3 Gy.cm² e 961,0 mGy. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo mostraram valores de exposições superiores em até 14 vezes os obtidos em estudos realizados em outros países, chegando próximos de resultados obtidos para procedimentos em adultos. Isto revela quão elevadas podem ser as exposições pediátricas, indicando a necessidade de constante otimização dos procedimentos e avaliação das exposições.

ASSUNTO(S)

proteção radiológica radiologia intervencionista pediatria

Documentos Relacionados