Avaliação das limitações de úlcera venosa em membros inferiores

AUTOR(ES)
FONTE

J. vasc. bras.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2013

RESUMO

CONTEXTO: A insuficiência venosa crônica tem um impacto socioeconômico considerável nos países ocidentais devido à alta prevalência, custo das investigações e tratamento e à perda de dias trabalhados. O questionário de qualidade de vida Short Form Health Survey (SF-36), bem como a análise da ativação muscular e mobilidade da articulação tibiotársica, é um instrumento utilizado para a sua mensuração. OBJETIVO: Avaliar as limitações osteomusculares e as alterações na qualidade de vida em portadores de úlcera venosa em membros inferiores. MÉTODOS: Foram estudados dez pacientes com úlceras classificadas com Classificação de Doença Venosa Crônica (CEAP: Clinica, Eliologia, Anatomia e Fisiopatologia) 6, que responderam ao questionário SF36 e à escala analógica de dor e realizaram a goniometria, força muscular e eletromiografia. RESULTADOS: A idade média do grupo estudado foi 67,4 (±11,7), sendo 70% dos casos do sexo feminino. Não houve correlação significativa entre dor amplitude do movimento (ADM), força muscular, eletromiografia (EMG) e o tamanho da lesão. Entretanto, houve correlação entre o perfil psicológico do SF-36 e o domínio de atividades motoras, bem como do perfil psicológico com as atividades sociais e percepção de si mesmo. Também houve diferença significativa na avaliação eletromiográfica dos músculos estudados. CONCLUSÃO: A presença de úlcera venosa em membros inferiores pode gerar limitações e alterações na qualidade de vida destes indivíduos. O aspecto psicossocial demonstrou-se preponderante sobre o aspecto motor, aumentando as restrições nas atividades de vida diária.BACKGROUND: : The chronic venous insufficiency has a considerable socioeconomic impact in western countries because of high prevalence, treatment and research cost, and loss of days worked. The health survey questionnaire Short Form Health Survey (SF36), as well as the analysis of muscle activation and mobility of tibiotarsus' articulation, is an instrument used to its valuation. OBJECTIVE: To evaluate the osteomuscular limitations and changes in life quality in bearers of venous ulcers in lower members. METHODS: Ten patients with ulcers classified as CEAP (Clinic, Etiologic, Anatomic and Fisiopatologic) 6 were studied. They answered the SF-36 questionnaire and visual analogue pain and performed goniometry, muscular strength and electromyography. RESULTS: The average age of the group studied was 67.4 (±11.7), being 70% of the cases female. There wasn't correlation statistically significant between pain, range of motion (ROM) muscular strength, electromyography (EMG) and the injury size. However, there was found correlation between the psychological profile of SF36 and the domain of motor activities, as well the psychological profile with social activities and the perception of itself. In studied muscles electromyographyc evaluation, was found significance too. CONCLUSION: The presence of venous ulcers in lower members can generate limitations and changes in the life quality of these people. The psychosocial aspect showed up preponderant over the motor aspect, increasing the restrictions in day life activities.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados