Faça uma monografia perfeita!

Faça parte da nossa lista exclusiva de acadêmicos e receba dicas imperdíveis para seu TCC.

Não gostamos de SPAM assim como você!

Avaliação das condições de saúde bucal de Portadores de Necessidades Especiais

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. odontol. UNESP

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições de saúde bucal de Portadores de Necessidades Especiais (PNE) de uma Escola Especial da cidade de Patos-PB, bem como identificar as dificuldades apontadas por seus responsáveis para a manutenção da saúde bucal dos mesmos. Metodologia: A população-alvo deste estudo foi composta por 74 alunos, de ambos os sexos, regularmente matriculados, que preencheram os critérios de inclusão previamente estabelecidos e por seus responsáveis. O estudo foi conduzido em duas etapas: a primeira consistiu na aplicação de um formulário aos responsáveis pelos PNE, e a segunda, na realização de um exame clínico intrabucal, realizado por um examinador e anotador previamente calibrados, em que se avaliaram as condições de saúde bucal dos alunos por meio do Índice de Cárie Dentária (CPO-D), do Índice de Higiene Oral Simplificado (IHOS) e da presença de Trauma Dentário. Resultado: Observou-se que 75,4% dos alunos já haviam recebido algum tipo de tratamento odontológico; destes, 50,9% afirmaram ter sido na Unidade Básica de Saúde. O CPO-D médio foi de 12,6 (±8,4), 52% apresentaram higiene oral deficiente e o trauma dental foi observado em 19,3% dos alunos analisados. Com relação ao parto, 51% das mães relataram ter tido uma gestação normal e 54,4% nunca haviam sido orientadas com relação aos cuidados com a saúde bucal do filho. Entre as dificuldades relatadas pelos responsáveis para manter a saúde bucal do PNE, 33,3% afirmaram ser encontrar um Dentista que o atenda e 33,3% apontaram o custo do tratamento. Conclusão: Os altos índices revelados pelo CPO-D, bem como a higiene oral deficiente, somados às dificuldades relatadas em se realizar o acompanhamento odontológico desses indivíduos, mostram a necessidade da implementação de políticas públicas mais voltadas à atenção a esses pacientes. Objective: The aim of this study was to evaluate the oral health of patients with Special Needs (SN), and identify the difficulties pointed out by their parents for maintaining the oral health. Methodology: The population for this study was made up of 74 students, of both sexes, enrolled who met the inclusion criteria previously established and their parents. This study was conducted in two stages: the first was the application of a form to parents of the students with SN and the second, the achievement of an intraoral clinical examination, by an examiner and recorder calibrated, which evaluated the oral health status of students through the Caries index (CPO-D), Simplified Oral Hygiene Index (IHOS) and presence of dental trauma. Result: It's noted that 75.4% had received some form of dental treatment, of these, 50.9% said they had been in the Basic Health Unit. The caries index was 12.6 (±8,4), 52% had poor hygiene oral and the dental trauma was observed in 19.3% of analyzed students. With respect to delivery, 51% of mothers reported having had a normal pregnancy and 54.4% were never oriented in relation to the oral health care of the child. Among the difficulties reported by the parents for maintaining the oral health of the SN, 33.3% claimed to be finding a dentist that meets, and 33.3% pointed the cost of treatment. Conclusion: The high rates revealed by CPO-D, as well as poor oral higiene, added to the reported difficulty in performing the dental care of these individuals, show the need to implement more public policy that give more attention to these patients.

ASSUNTO(S)

health sciences




Comentários