ATUAÇÃO DO NÚCLEO INCERTUS NA AQUISIÇÃO E EXTINÇÃO DE MEMÓRIAS DE MEDO CONDICIONADO. / CORE PERFORMANCE IN THE ACQUISITION AND EXTINCTION INCERTUS OF MEMORIES OF FEAR CONDITIONING.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

27/08/2012

RESUMO

A pesquisa dos mecanismos neurais relacionados à formação das emoções tem crescido nos últimos anos. O medo é um comportamento originado em resposta aos perigos enfrentados pelos animais, tendo sua origem nas reações defensivas exibidas quando da exposição a estímulos ameaçadores. A memória do medo ajuda os animais e os seres humanos a reconhecem as fontes putativas de perigo e adotar a resposta comportamental apropriada. Os circuitos neurais primárias envolvidos nos mecanismo de aquisição de medo e extinção envolvem conexões entre o córtex pré-frontal, hipocampo ventral e a amígdala, e estas áreas são moduladas por redes do tronco cerebral. O núcleo incertus (NI) no tegmento dorsal pontino fornece uma forte projeção GABAérgica a estes centros prosencéfalicos e é fortemente ativado por estressores neurogênicos. Neste estudo em ratos adultos machos foi injetado o traçador anterógrado miniruby no NI, delineado as suas projeções para a amígdala e examinado o efeito de lesões eletrolíticas no NI sobre diferentes fases do processo de condicionamento do medo-extinção. Fibras derivadas do NI foram observadas na amígdala medial anterior, núcleo endopiriforme, parte intra-amígdala do núcleo do leito da estria terminalis, área de transição amígdala-hipocampal, e o núcleo ventromedial da amígdala lateral, com uma ampla faixa de fibra presentes entre a amígdala basolateral e os núcleos olfativos da amígdala. Em um paradigma de condicionamento contextual de medo convencional, comparou-se o comportamento de congelamento em ratos controle (não operados) (n = 13), com ratos operados sem lesão do NI e ratos com lesão do núcleo incertus (n = 9). Não houve diferenças entre os três grupos nas fases de habituação, aquisição ou condicionamento ao contexto, mas ratos com lesão no NI exibiram uma extinção nitidamente mais lenta (com atraso) de respostas condicionadas de congelamento em comparação com ratos operados sem lesão do NI e controles, sugerindo que circuitos NI relacionados normalmente promovem a extinção através de projeções inibitórias para a amígdala e o córtex pré-frontal. Os resultados encontrados auxiliam na compreensão dos mecanismos neurobiológicos envolvidos e no desenvolvimento futuro de técnicas terapêuticas biotecnológicas visando minimizar os efeitos dos distúrbios associados ao medo em humanos, a exemplo do pânico, ansiedade patológica e estresse pós-traumático.

ASSUNTO(S)

núcleo incertus reações defensivas medo condicionado respostas comportamentais, amígdala agronomia nucleus incertus defensive responses fear conditioning behavioral responses amygdala

Documentos Relacionados