Atividade muscular da mastigação na anquilose temporomandibular

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. CEFAC

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/01/2013

RESUMO

OBJETIVO: devido à presença de importante disfunção mastigatória em casos com anquilose da articulação temporomandibular (ATM), este trabalho analisou a abertura bucal e a atividade eletromiográfica dos músculos mastigatórios para detectar mudanças nesses parâmetros após a cirurgia de liberação da anquilose mandibular. MÉTODO: em 7 indivíduos com anquilose temporomandibular, entre 7 e 30 anos (mediana=9 anos), foi mensurada a distância interincisal máxima ativa (DIMA) e registrada a atividade eletromiográfica (EMG) dos músculos masseteres e temporais durante a contração voluntária isométrica máxima (CVIM) e a mastigação habitual, comparando-se os dados pré e pós cirúrgicos pelo teste de Wilcoxon. RESULTADOS: maiores valores foram observados para a DIMA após a cirurgia (p=0,0277); o índice de assimetria, não mostrou diferença entre os dois momentos avaliados para ambos os músculos estudados; os valores da EMG durante a CVIM diminuíram após a cirurgia para os músculos masseter direito (p=0,0179) e esquerdo (p=0,0179), mas não para os temporais; não houve modificação nos valores EMG para os músculos estudados, durante a mastigação. CONCLUSÃO: a cirurgia para liberação da anquilose da ATM resultou em aumento da abertura bucal e diminuição da amplitude dos potenciais de ação gerados durante a contração voluntária isométrica máxima para o músculo masseter, em ambos os lados; não modificou o índice de assimetria dos músculos masseter e temporal, bem como a atividade eletromiográfica do músculo temporal, bilateralmente, durante a contração isométrica máxima e músculos masseter e temporal durante a mastigação habitual.PURPOSE: due to the presence of major masticatory dysfunction in patients with temporomandibular joint (TMJ) ankylosis, this study analyzed mouth opening and EMG activity of masticatory muscles in order to detect changes in these parameters after surgical release of mandible ankylosis. METHOD: in 7 patients with temporomandibular ankylosis, between 7 and 30 years (median = 9 years), the distance was measured as interincisal maximum active (DIMA) and we recorded the electromyographic activity (EMG) of masseter and temporal muscles during voluntary isometric contraction (VIC) and chewing, comparing the data before and after surgery using the Wilcoxon test. RESULTS: higher values were observed for DIMA after surgery (p=0.0277), the asymmetry index showed no difference between the two evaluated periods for both studied muscles, the values of the EMG during VIC decreased after surgery for the right (p=0.0179) and left (p=0.0179) masseter but not for the temporal muscle, there were no changes in EMG values for the studied muscles during mastication. CONCLUSION: the surgical release of TMJ ankylosis resulted in an increase of mouth opening and decreased amplitude of action potentials generated during maximum isometric voluntary contraction of the masseter muscle on both sides, this did not change the asymmetry index of the masseter and temporal as well as the electromyographic activity of the temporal muscle bilaterally during isometric contraction and masseter and temporal muscles during mastication.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados