As questões de física e o desempenho dos estudantes no ENEM

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bras. Ensino Fís.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) passou por uma reformulação no ano de 2009, modificando seus objetivos: de uma auto-avaliação de competências ao final do Ensino Médio para uma avaliação que possibilita o acesso às universidades e ao financiamento estudantil. Nesta mudança, de uma única prova passa-se a quatro provas por grandes áreas, constrói-se uma matriz de referência com domínios cognitivos, competências, habilidades e objetos de conhecimento, e muda-se também a metodologia de análise, com a utilização da Teoria da Resposta ao Item, que possibilita a comparação longitudinal dos resultados de anos diferentes, com a intenção de monitorar o Ensino Médio no país. Neste trabalho, apresentamos um estudo sobre as questões de física da prova de Ciências da Natureza do ENEM 2009, 2010 e 2011, posteriores à mudança. A partir de categorias definidas, são propostas variáveis qualitativas para caracterizar o tipo de prova. Também são analisadas as respostas dos estudantes participantes da prova de Ciências da Natureza em 2009, usando dados disponibilizados pelo INEP. A análise qualitativa revela as características da prova nestes anos: questões longas, com pouca exigência de raciocínios mais complexos característicos da resolução de problemas, e uma tendência de distribuição de questões por objetos de conhecimento diferente do tradicional no Ensino Médio. A análise do desempenho dos alunos também é reveladora dos processos efetivos de aprendizagem da disciplina, indicando que o percentual de acertos nos itens quase sempre é baixo, e que questões que exigem algum tipo de conhecimento disciplinar ou que exigem utilização de raciocínios matemáticos apresentam um desempenho sensivelmente mais fraco.

ASSUNTO(S)

human sciences

Documentos Relacionados