Documento


AnÃlise laboratorial de concreto betuminoso usinado a quente modificado com adiÃÃo de borracha reciclada de pneus â processo seco

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2004

RESUMO

O destino adequado dos resÃduos gerados pela sociedade tem sido um dos maiores problemas da atualidade. A reutilizaÃÃo dos rejeitos, atravÃs da recic lagem à uma forma de sanar o problema. Um dos materiais mais problemÃticos, mas que pode ter uso em pavimentaÃÃo pela sua grande quantidade e volume, à o pneu usado ou inservÃvel, uma vez que este material tem em sua composiÃÃo elementos que podem ser Ãteis na melhoria das misturas asfÃlticas, por exemplo: a borracha. Este trabalho apresenta os resultados de um estudo em laboratÃrio que teve como objetivo verificar a possibilidade da utilizaÃÃo da borracha triturada de pneus em misturas asfÃlticas a quente pelo âprocesso secoâ, procurando analisar as alteraÃÃes no comportamento mecÃnico de uma mistura asfÃltica convencional quando parte de seus agregados à substituÃda por borracha triturada de pneus. Foi adotada uma mesma distribuiÃÃo granulomÃtrica de agregados, Faixa C do DNER, e de borracha e a partir destas foram executados quatro traÃos de concreto asfÃltico, um de referÃncia (sem borracha) e trÃs variando o teor de borracha, B1 (dosagem com 1% de borracha), B2 (dosagem com 2% de borracha) e B3 (dosagem com 3% de borracha), sendo denominados estes traÃos de âdosagens experimentaisâ. Com as misturas foram realizados ensaios para avaliar o desempenho mecÃnico, resistÃncia à traÃÃo por compressÃo diametral, mÃdulo de resiliÃncia e vida de fadiga. Os resultados obtidos mostram que as misturas modificadas com adiÃÃo de borracha possuem menores valores de mÃdulo de resiliÃncia e de resistÃncia à traÃÃo, e uma maior vida de fadiga para baixos nÃveis de tensÃo quando comparadas à mistura de referÃncia. Com os resultados foram simulados os dimensionamentos de dois pavimentos pelo mÃtodo empÃrico do DNER e da resiliÃncia da COPPE/UFRJ, em que se verificou um grau de confiabilidade de 99,9%, segundo o mÃtodo de Rosemblueth. O estudo mostrou, tambÃm, que para o revestimento de uma via com 1km de extensÃo, com 7m de largura e 5cm de revestimento com concreto asfÃltico modificado com adiÃÃo de borracha, mistura experimental B1, seriam reciclados 1540 pneus contribuindo, assim para diminuir os problemas ambientais causados pela disposiÃÃo de resÃduos sÃlidos

ASSUNTO(S)

concreto betuminoso â agregado borracha pavimentaÃÃo asfÃltica engenharia civil concreto asfÃltico




Comentários