Análise do risco ruído em indústria de confecção de roupa

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. CEFAC

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Objetivo : verificar a presença do ruído em indústria de confecção de roupas, visto que este risco é pouco difundido nas pesquisas relacionadas a este ambiente de trabalho.Métodos : a empresa escolhida foi uma fábrica de confecção de roupa localizada em Colatina no Espírito Santo/Brasil. Foram analisados os dois setores com maior risco ruído na empresa, após a exclusão dos funcionários com menos de cinco anos de trabalho neste local, totalizamos uma amostra de seis funcionários. Os trabalhadores selecionados responderam questionário sobre informações e sintomas auditivos e posteriormente, foram analisadas as audiometrias realizadas nos últimos cinco anos.Resultados : por meio de medições realizadas nos setores analisados, constatou-se produção de ruído de 83,5 a 97,8 dB(A). Após observar o histórico das audiometrias, obteve-se 83% dos trabalhadores, destes setores, sem perda auditiva, 16% com perda ocupacional, sendo classificada como estável. Os dados levantados no questionário revelaram que 33% dos trabalhadores sentem-se irritados quando expostos a sons elevados, 50% sentem-se estressados após a jornada de trabalho, e nenhum trabalhador relatou queixa de zumbido, insônia ou dificuldade em entender as pessoas.Conclusão : este ambiente de trabalho apresenta risco ruído, uma vez constatados os níveis de pressão sonora no qual os trabalhadores são expostos durante a jornada de trabalho, bem como a presença de perda auditiva ocupacional, mesmo em menor escala – atribuído ao tempo mínimo de cinco anos de serviços prestados utilizado na pesquisa.Purpose : to get into an underexplored work environment and to identify if this environment might bring hearing losses to the workers.Methods : the environment chosen is a garment factory located in Colatina, Espírito Santo/Brazil. The two noisiest areas of the factory were selected to be analyzed, as well as six employees that have been working there for five years or so. The employees were asked to fill in a questionnaire on the hearing symptoms and then the audiometric tests taken for the last five years were compared. The analyzed areas produce noise from 83,5 to 97,8 dB.Results : from the audiometric tests we could conclude that 83% of the workers did not have any hearing loss, although 16% had occupational loss, but this was classified as stable. From the questionnaire we can conclude that 33% of the workers feel some kind of fatigue when exposed to high level sound for some time, 50% feel themselves stressed after their work shift, but none of them stated to hear any buzz nor insomnia, nor difficulty hearing other people.Conclusion : this work environment presents some risks to the hearing, once the employees are exposed to sound pressure levels during their work shifts, and the occupational hearing loss is evident although to a lesser extent – considering that the sample employees have been working there for at least five years. Therefore, it is plain to understand the importance of studying a good variety of work environments to identify where prevention programs, like the HLPP (Hearing Loss Prevention Program) should be applied.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados