Análise da vulnerabilidade socioambiental em Cubatão-SP por meio da integração de dados sociodemográficos e ambientais em escala intraurbana

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. estud. popul.

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/11/2013

RESUMO

"População, pobreza e poluição em Cubatão, São Paulo", de autoria do Prof. Dr. Daniel Hogan, em 1993, foi um dos artigos do primeiro livro do GT População e Meio Ambiente da Abep. Após quase 20 anos da publicação do livro e do artigo, a intenção do presente trabalho é fazer uma nova análise do município de Cubatão-SP, utilizando os resultados do Censo 2010, a partir de alguns conceitos e metodologias presentes no debate atual sobre população, espaço e meio ambiente, os quais são tributários das contribuições do saudoso Daniel Hogan. Neste sentido, o objetivo geral deste estudo é operacionalizar empiricamente o conceito de vulnerabilidade socioambiental, por meio da construção de indicadores socioambientais, com integração de dados socioeconômicos e demográficos do Censo 2010 do IBGE e de dados que representem áreas de risco ambiental, com o uso de métodos de geoprocessamento e análise espacial de cartografias digitais, para análise de situações de vulnerabilidade socioambiental em escala intraurbana no município de Cubatão. Os resultados revelam a existência de intensa concentração e sobreposição espacial de situações de suscetibilidade/pobreza e de exposição a risco ambiental em determinadas áreas do município. Portanto, tendo como referência o artigo pioneiro de Daniel Hogan, este trabalho pretende contribuir com o desenvolvimento de metodologias de integração de dados sociodemográficos e ambientais para análise de situações de vulnerabilidade socioambiental em escala intraurbana, as quais devem ser parte importante da agenda de pesquisa do Grupo de Trabalho População, Espaço e Ambiente, da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (Abep).The paper "Population, poverty and pollution in Cubatão, São Paulo" (1993), by Dr. Daniel Hogan, was published in the first book written by the Working Group on Population and Environment, of the Brazilian Association of Population Studies (ABEP). Twenty years have gone by since the book and paper were published, and this text is now presented as an updated analysis of the coastal municipality of Cubatão, in the State of São Paulo. It uses results from the Brazilian 2010 Census and is based on concepts and methodologies currently present in the debate on Population, Space and Environment, which are tributaries of Dr. Hogan's contributions. The major objective of the paper is to empirically operationalize the concept of socio-environmental vulnerability by constructing social and environmental indicators. In the process, socioeconomic and demographic data from the IBGE 2010 Census is used, as well as data on areas of environmental risk. GIS and spatial analysis methods are used to analyze situations of socio-environmental vulnerability on an intra-urban scale in the municipality of Cubatão. The results show the existence of intense concentration and spatial overlapping of situations of susceptibility, poverty and exposure to environmental risk in certain areas of the municipality. With reference to Daniel Hogan's seminal article, this paper aims to contribute to the development of methodologies for integrating socio-demographic and environmental data in analyses of situations of socio-environmental vulnerability at the intra-urban scale. This approach should be an important part of the research agenda of the Working Group on Population, Space and Environment, of the Brazilian Association of Population Studies (Abep).

ASSUNTO(S)

applied social sciences

Documentos Relacionados