Alongamento ósseo femoral com fixador externo monoplanar associado a haste intramedular bloqueada

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. ortop.Revista Brasileira de Ortopedia

RESUMO

RESUMO OBJETIVO: Demonstrar que a técnica de alongamento do fixador externo associado a haste intramedular bloqueada é eficaz e traz benefícios quanto ao tempo de uso do fixador e a melhoria na reabilitação. MÉTODO: Entre janeiro de 2005 e maio de 2014 foram tratados 31 pacientes com discrepância de membros inferiores com média de encurtamento de 5,31 cm. As etiologias da deformidade foram sequelas de fratura de fêmur, infecção, displasia de desenvolvimento do quadril, paralisia infantil e fêmur curto congênito. RESULTADOS: O tempo médio de fixação externa foi de 2,47 meses (índice de fixação externa de 16,15 dias por centímetro). O tempo médio necessário para consolidação óssea foi 6,66 meses (índice de consolidação 43 dias por centímetro). A amplitude de movimento do joelho média inicial era de -1 a 100 graus e no término do tratamento de 0 a 115 graus. As complicações observadas foram osteotomias incompletas, subluxação de quadril, quebra do fixador, limitação da amplitude do joelho e necessidade de retirada de material. CONCLUSÃO: A técnica de alongamento femoral com fixador externo monolateral sobre haste intramedular propicia um tempo menor de uso do fixador externo, melhor proteção do regenerado ósseo e reabilitação precoce, não isenta de complicações.

Documentos Relacionados