A produção do espaço intra-urbano de aparecida de Goiânia e a dinâmica metropolitana de Goiânia: de 1960 aos anos 2000

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

27/04/2018

RESUMO

Aparecida de Goiânia é uma cidade que se desenvolve numa relação inextricável com Goiânia. O objetivo desta pesquisa foi justamente compreender a papel desta relação no processo de estruturação do espaço intra-urbano aparecidense. A questão central que norteou nossas análises foi: como se formou Aparecida de Goiânia? A esta pergunta seminal, somam-se outras: a) quais os processos, os atores e as etapas do processo de produção do espaço intra-urbano de Aparecida de Goiânia? c) quais as implicações em sua forma espacial advindas de suas funções ou da sua relação com a Região Metropolitana de Goiânia RMG como um todo e especialmente com Goiânia? Qual a natureza da valoração do espaço intra-urbano de Aparecida de Goiânia? Para responder a estes problemas, estabeleceram-se como objetivos do estudo: analisar a produção do espaço da RMG em geral e o de Aparecida de Goiânia em particular; periodizar e mapear a ocupação de Aparecida de Goiânia; analisar os agentes sociais e os processos produtores deste espaço; analisar as funções que Aparecida de Goiânia desempenha atualmente na RMG; e analisar a maneira como este espaço é valorado pelo conjunto da sociedade e mais especificamente pela produção jornalística em Goiânia. Realizou-se para tanto revisão bibliográfica com o objetivo de determinar o estado da arte no que se refere às teorias a respeito das discussões sobre o espaço urbano e metropolitano; sobre a estruturação do espaço intra-urbano de Goiânia e formação da RMG; e também procurou-se documentos, trabalhos acadêmicos e demais obras que discutam especificamente Aparecida de Goiânia, ficando este último ponto bastante problemático na medida em que quase não há trabalhos que abordem especificamente este município. Fez-se um mapeamento da criação de loteamentos desde o surgimento do povoado em 1922 até o ano de 2005 com o auxílio do programa ArcView. Dado o nosso pressuposto, ou seja, de que a metropolização de Goiânia é fundamental para a estruturação do espaço intra-urbano de Aparecida de Goiânia, estabeleceu-se como ponto de partida cronológico de nossa investigação a década de 1960, isto não impede obviamente que recuemos a períodos anteriores constantemente. Desta maneira, dividimos o processo de ocupação em quatro etapas: 1922 a 1963 De núcleo isolado à constituição de espaços segregados; de 1963 a 1980 Da estruturação do espaço metropolitano à produção de periferia expandida e segregada; 1980 a 1990 Consolidando a segregação: o crescimento demográfico; de 1990 aos dias atuais A constituição de uma região geral multifuncional integrada da cidade. Por fim, discutiu-se a maneira como o espaço intra-urbano de Aparecida de Goiânia é valorado. A pesquisa foi realizada no Jornal O Popular nas edições referentes aos anos de 2007 e 2008. Foram analisados os números de domingo de todos os meses considerados, ou seja, de janeiro de 2007 a março de 2008. Procurou-se identificar as referências a logradouros públicos no caderno Cidades. Verificou-se que as referências são predominantemente à áreas onde se localizam as classes dominantes. As poucas referências ao município de Aparecida de Goiânia são em sua maioria destinadas às notícias referentes à criminalidade. A página policial povoa as referências a Aparecida de Goiânia. Esta pesquisa demonstrou, portanto, que a imagem que se constrói da cidade está diretamente vinculada à maneira como os espaços são valorados. As áreas periféricas de Goiânia e a totalidade do município de Aparecida de Goiânia recebem uma atenção diferenciada na mídia impressa, posto que são áreas cuja ocupação é predominantemente destinada às classes exploradas. Desta maneira, a valoração axiológica do espaço é mais um elemento para se compreender o processo de dominação de umas classes sobre outras utilizando estratégias espaciais. Em poucas palavras, esta dissertação revelou que a estruturação espacial de Aparecida de Goiânia está inserida dentro das estratégias de classe para manutenção das relações de exploração e dominação via controle e domínio espaço. Como locus preferencial de assentamento das classes exploradas, este município vivenciou nos anos de 1990 uma reestruturação global de seu espaço intra-urbano alterando em certos aspectos suas funções. Sendo até a década de 1980 fundamentalmente uma cidade dormitório, experiência nas décadas de 1990 e 2000 modificações nas funções de seu espaço intra-urbano e se torna uma região geral multifuncional integrada da cidade, atual fase da estruturação de seu espaço intra-urbano.

ASSUNTO(S)

espaço intra-urbano - segregação urbana - região metropolitana de goiânia - aparecida de goiânia geografia intra-urban espace urban segregation aparecida de goiânia.

Documentos Relacionados