Sais fertilizantes e manejo da fertirrigação na produção de tomateiro cultivado em ambiente protegido

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. eng. agríc. ambient.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/10/2013

RESUMO

Avaliou-se o efeito da aplicação em excesso de fertilizantes via irrigação em solos com diferentes níveis de salinidade, sobre as variáveis produtivas do tomateiro em ambiente protegido localizado no Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP, Piracicaba-SP. O delineamento estatístico foi o em blocos casualizados em esquema fatorial 6x2 com quatro repetições, em que os fatores consistiram em seis níveis iniciais de salinidade do solo (S1 = 1,62; S2 = 2,40; S3 = 2,98; S4 = 3,48; S5 = 4,63 e S6 = 5,82 dS m-1) e em dois manejos da fertirrigação (M1 - Adubos aplicados em fertirrigação obedecendo à curva de absorção de nutrientes da cultura e M2 - Cultivo sem aplicação de fertilizantes via água de irrigação). As variáveis fitomassa fresca de frutos e número de frutos foram afetadas estatisticamente, tanto pelo manejo quanto pela salinidade do solo com reduções de 38,82 e 27,31 % para o manejo M1. A interação entre (salinidade x manejo) e a salinidade isolada influenciou significativamente os componentes estudados, exceto para fitomassa seca do caule e raiz na interação. O manejo M1 foi superior em todos os componentes de produção estudados quando comparado ao manejo M2. O limiar para a cultivar foi superior ao encontrado na literatura.The effect of application of fertilizers in excess through irrigation in soils with different levels of salinity was evaluated on variables of tomato production, in a greenhouse located in Department of Biosystems Engineering of ESALQ/USP, in Piracicaba, Brazil. The experimental design was randomized blocks, in a factorial scheme 6 x 2 with four replications, the factors consisted in six levels of initial soil salinity (S1 = 1.62, S2 = 2.40, S3 = 2.98, S4 = 3.48, S5 = 4.63 and S6 = 5.82 dS m-1) and two fertigation managements (M1 - Fertilizer applied in fertigation obeying the nutrient absorption curve of crop, and M2 - Cultivation without application of fertilizers through irrigation water). The variables fresh biomass of fruit and number of fruits were statistically affected by both factors-types of management and salinity levels with reductions of 38.82 and 27.31% for the M1 management. The interaction between salinity x management and salinity isolated significantly influenced components studied, except dry biomass of stem and root for interaction. The management M1 performed better for all yield components studied when compared to M2 management. The threshold for the cultivar was higher than that found in the literature.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados