Qualidade de frutos de acessos de umbu-cajazeira (Spondias sp.)

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. eng. agríc. ambient.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/10/2013

RESUMO

Os frutos da umbu-cajazeira (Spondias sp.) são amplamente consumidos frescos ou processados, em decorrência de suas características sensoriais, apresentando-se com boas perspectivas de cultivo e comercialização. No entanto, a avaliação da qualidade pós-colheita de frutos de acessos das suas áreas de ocorrência se faz necessária, no sentido não apenas de identificar materiais com características promissoras de interesse para a indústria ou consumo fresco, mas também para dar suporte aos programas de melhoramento. Neste trabalho foram avaliados frutos colhidos na maturidade comercial (coloração totalmente amarela) de oito acessos provenientes do município de Areia, Brejo paraibano, quanto às características físicas e físico-químicas. A massa fresca média dos frutos dos acessos avaliados foi de 28,82 g e o rendimento médio em polpa foi de 68,5%. Com base na análise de componentes principais, o acesso A2 se destacou por apresentar conteúdos superiores de sólidos solúveis (12,9%) e açúcares redutores (10,9%), mais baixa acidez titulável (0,94% de ácido cítrico) e superior relação SS/AT (13,75), indicando que este acesso pode ser uma alternativa viável, tanto para o mercado de frutas frescas como para o processamento.Fruits of 'umbu-caja' (Spondias sp.) are widely consumed fresh or processed, due to their appreciated sensorial characteristics, presenting great perspectives for cultivation and marketing. However, postharvest quality evaluation of fruits of access occurring in areas is needed seeking to identify material of interest for the industry or fresh consumption, as well as to provide support for breeding programs. In this study quality of fruits harvested at the commercial maturity of eight access, from municipality of Areia in 'Brejo paraibano' was evaluated, as for the physical and physicochemical characteristics. The mean fresh mass for fruits from all evaluated access was 28.82 g and the pulp yield was 68.5%. Based on principal component analysis, the A2 access was highlighted by presenting higher contents of soluble solids (12.9%) and reducing sugars (10.9%), lower titratable acidity (0.94% of citric acid), and higher SS/TA ratio (13.75), indicating that access can be a reliable alternative for fresh fruit market and processing.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados