Mobilizações póstero-anteriores na coluna lombar em voluntárias saudáveis. Avaliação da dor ao frio e à pressão: ensaio clínico cruzado

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. dor

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor lombar é um problema de saúde pública e dentre as formas de tratamento fisioterapêutico são utilizadas as mobilizações articulares, como as póstero-anteriores centrais. Contudo, há uma lacuna com relação à mobilização de todas as vértebras lombares. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos de diferentes graus das mobilizações de Maitland, em todas as vértebras da coluna lombar, em voluntários saudáveis, avaliando a intensidade de dor ao frio e à pressão. MÉTODOS: O estudo caracterizou-se como clínico e cruzado e composto por 15 voluntárias que receberam mobilizações póstero-anteriores, variando-se o grau entre I-IV e também em uma das semanas não receberam mobilização. As variáveis analisadas foram a intensidade de dor ao frio e o limiar de dor à pressão, prévio à mobilização (AV1), cinco (AV2) e 35 minutos após a mobilização (AV3). RESULTADOS: Foi possível observar que após 35 minutos da mobilização para os graus II e III houve diminuição significativa da intensidade de dor ao frio ao comparar com AV1, o que também ocorreu para os graus III e IV ao comparar com AV2. Na avaliação do limiar de pressão não houve diferenças significativas. CONCLUSÃO: As mobilizações produziram a partir do grau II redução significativa na intensidade de dor ao frio, mas não houve efeito com relação à dor à pressão. BACKGROUND AND OBJECTIVES: Low back pain is a public health problem and among physiotherapeutic treatment modalities there are joint mobilizations, such as central posteroanterior joints. However, there is a gap with regard to mobilization of all lumbar vertebrae. So, this study aimed at evaluating the effects of different Maitland mobilizations levels, in all lumbar spine vertebrae, in healthy volunteers, to assess pain intensity to cold and pressure. METHODS: This was a crossover clinical trial, with 15 female volunteers who received posteroanterior mobilizations, varying the level between I-IV. In one of the weeks, volunteers received no mobilization. Studied variables were pain intensity to cold and pain threshold to pressure, previous to mobilization (AV1), 5 (AV2) and 35 minutes after mobilization (AV3). RESULTS: It was observed that 35 minutes after mobilization for levels II and III there has been significant pain intensity decrease to cold as compared to AV1, what was also true for levels III and IV as compared to AV2. There have been no significant differences in pressure threshold evaluation. CONCLUSION: Mobilizations have produced as from LII significant decrease in pain intensity to cold, but there has been no effect with regard to pain to pressure.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados