Faça uma monografia perfeita!

Faça parte da nossa lista exclusiva de acadêmicos e receba dicas imperdíveis para seu TCC.

Não gostamos de SPAM assim como você!

Hipertensão arterial em adolescentes do Rio de Janeiro: prevalência e associação com atividade física e obesidade

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. saúde coletiva

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-06

RESUMO

O objetivo do estudo foi identificar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica em adolescentes estudantes do 3º ano do ensino médio de escolas públicas estaduais dentro do município do rio de Janeiro com idade entre 17 e 19 anos, bem como investigar as associações de hipertensão arterial sistêmica com obesidade e níveis de atividade física. Dados de pressão arterial, índice de massa corporal e atividade física, foram coletados. A amostra foi composta por 854 indivíduos, a estatística descritiva foi aplicada na amostra, bem como um modelo de regressão de Poisson para determinar o impacto das variáveis na prevalência de hipertensão arterial sistêmica. A prevalência de hipertensão arterial sistêmica foi de 19,4%. Sexo masculino, sobrepeso e obesidade se associaram positiva e significativamente com hipertensão arterial sistêmica (p < 0,05), já atividade física não mostrou associação significativa com hipertensão arterial sistêmica (p > 0,05). A natureza dessas relações deveria ser interpretada a luz da reflexão e não de rotulações passivas embasadas em conceitos hegemônicos.The scope of this study was to identify the prevalence of systemic arterial hypertension among adolescent students (aged 17-19 years) in the third and final year of high school in state schools in the municipality of Rio de Janeiro, and to investigate associations between systemic arterial hypertension and obesity and physical activity levels. Data on arterial pressure, body mass index and physical activity were gathered. The analysis included 854 individuals. Descriptive statistical analysis was applied to the sample, along with a Poisson regression model to determine the impact of the variables on the prevalence of systemic arterial hypertension. The prevalence of systemic arterial hypertension was 19.4%. Male sex, overweight and obesity presented significant positive associations with systemic arterial hypertension (p < 0.05), while physical activity was not shown to be significantly associated with systemic arterial hypertension (p > 0.05). The nature of these relationships should be interpreted in the light of reflection and not of passive labeling based on hegemonic concepts.

ASSUNTO(S)

health sciences




Comentários