Cultivo de hortaliças no sistema orgânico

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Ceres

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

As hortaliças são os alimentos que mais se destacam, em artigos científicos e em jornais, quando se trata de contaminação com agrotóxicos. Isso tem levado ao aumento na demanda por produtos orgânicos por parte dos consumidores. Há, então, a necessidade de se desenvolverem tecnologias que viabilizem esses sistemas, atendendo ao consumidor e melhorando a renda dos agricultores, geralmente de base familiar. A produção de hortaliças em sistema orgânico requer tecnologias que respeitem os processos ecológicos, que promovam o aumento da matéria orgânica do solo e que sejam poupadoras de energia. Neste artigo, são discutidas algumas dessas tecnologias e resultados de pesquisas, com foco em produção de mudas, manejo e adubação do solo, adubação verde, rotação de culturas, consórcio de hortaliças, manejo de plantas espontâneas e manejo de pragas e doenças, que são práticas aprovadas pelas normas para produção orgânica e seguem os princípios agroecológicos, que contribuem para a maior eficiência energética dos sistemas produtivos e, em conjunto, para o necessário desenvolvimento do setor de produção de hortaliças orgânicas com base científica.Vegetables and agrochemical contamination is the most outstanding food topic addressed by scientific journals and popular scientific articles. This increasingly available information has led to an increase in consumers demand for organic products and, consequently, for the development of technologies that make organic production viable to meet this demand and raise the income of producers, mostly family farmers The production of organic vegetables requires technologies that foster ecological processes, promote the increase of organic matter in the soil and energy-saving practices. The objective of this work was to present and discuss some of these technologies and research results, focusing on seedling production, soil fertilization and management, green fertilization, crop rotation, vegetable consortium, weed, pest and disease management. Such practices are approved by organic production norms and follow agroecological principles, contributing to a greater energetic efficiency of the productive systems, which collectively provide the necessary development of a scientifically-based vegetable production sector.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences biological sciences

Documentos Relacionados