Concordância entre os formatos impresso e eletrônico do IPAQ-L

AUTOR(ES)
FONTE

Rev Bras Med Esporte

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

Introdução: Existe uma diversidade de questionários para mensurar o nível de atividade física. O Questionário Internacional da Atividade Física (IPAQ) vem sendo amplamente utilizado, entretanto, o mesmo ainda não foi validado no formato eletrônico. Objetivo: Identificar a concordância entre o IPAQ versão longa no formato impresso e versão eletrônica. Métodos: Participaram do estudo 218 alunos de uma universidade privada, sendo 109 de cada gênero (idade ≤ 25 e ≥ 26). Na primeira etapa, os participantes receberam informações prévias sobre o preenchimento do formulário IPAQ-L (versão impressa), após esta etapa foi realizado o preenchimento da versão eletrônica (WebIpaq). Resultados: Nenhuma diferença significativa foi encontrada na comparação entre a versão impressa e eletrônica nas seções do IPAQ-L. O mesmo ocorreu quanto à Prática Habitual da Atividade Física (PHAF) para as proporções analisadas mediante qui-quadrado (X²). Reprodutibilidade excelente foi verificada através do coeficiente de correlação intraclasse (CCI), alcançando valores superiores a 0,82 (IC95%: 0,68-0,90, idade ≥ 26 anos) e 0,90 (IC95%: 0,87-0,93) na análise conjunta. No índice Kappa ponderado a concordância foi substancial, ficando entre 0,62 (IC95%: 0,41-0,77, gênero masculino) a 0,67 (IC95%: 0,53-0,81, idade ≤ 25 anos), demonstrando elevada concordância na análise de Bland e Altman. Conclusão: Diante dos resultados encontrados nesse estudo, pode-se inferir que o formato eletrônico do IPAQ-L atende aos pressupostos de reprodutibilidade e concordância, oferecendo alternativa moderna e eficaz nas análises da Prática Habitual da Atividade Física. Introduction: There is a variety of questionnaires to measure the level of physical activity. The International PhysicalActivity Questionnaire (IPAQ) has been widely used; however, this has not been validated in electronic format yet. Objective: To identify the correlation between the IPAQ long version in print and electronic versions. Methods: Study participants were 218 students at a private university, 109 of each gender (age ≤ 25 and ≥ 26). In the first stage, the participants were given prior information about filling out the form IPAQ-L (printed version); after that they completed the electronic version (WebIpaq). Results: No significant difference was found on comparing the print and electronic versions of the IPAQ-L. The same occurred in relation to the Practice of Habitual Physical Activity (PHAF) for the ratios by chi-square (X²). Excellent reproducibility was verified by the intraclass correlation coefficient (ICC), reaching values higher than 0.82 (95% CI: 0.68-0.90, age ≥26 years) and 0.90 (95% CI: 0.87-0.93) in the combined analysis. In the weighted Kappa index agreement was substantial, ranging from 0.62 (95% CI: 0.41 to 0.77, males) to 0.67 (95% CI: 0.53 to 0.81, age ≤ 25 years). This shows high agreement on the Bland and Altman analysis. Conclusion: Considering the results of this study, it can be inferred that the electronic format of the IPAQ-L meets the assumptions of reproducibility and agreement, providing modern and effective alternative in the analyzes of Practice of Habitual Physical Activity.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados